Mostrando postagens com marcador Fotos. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Fotos. Mostrar todas as postagens

segunda-feira, 10 de março de 2014

Fotos da praça de Taipoca

Lembram que eu disse que depois postaria as fotos que faltavam da praça de Taipoca? Não vou escrever mais nada, já disse tudo que tinha para dizer ontem. Vou postar as fotos:

Muito lixo

A vendedora de mingau 


Tipo uma cidade fantasma

Cadê o banco???








Rafaela Valverde






quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Selagem de vinagre, tiara improvisada e fronha de cetim. Resultados em cabelos cacheados.

Bem, estou ficando viciada nesses detalhes capilares, sobretudo depois da minha transformação de lisa para cacheada, então como eu já disse, aprendi uma selagem com vinagre de maçã que eu usei hoje. Primeiro eu lavei o cabelo normalmente, depois apliquei uma hidratação. Fiquei com ela na cabeça de três a quatro minutos, massageando o couro cabeludo e em seguida depois de desembaraçar o cabelo, virei a cabeça para baixo para não me molhar com o vinagre e nem para cair no meu olho e em seguida passei a borrifar a solução de uma colher e meia de vinagre para duzentos ml de água. 


Creme de pentear avon

Borrifei em mechas finas e fui massageando- as. Eu caprichei na aplicação e já nesse momento, já senti uma sedosidade e maciez. Experimentei também hoje, pela primeira vez, secar o cabelo com uma camisa de algodão, após a aplicação do vinagre. Ela é melhor para secar os cabelos cacheados do que  uma toalha felpuda por exemplo. Sequei as madeixas de maneria suave, sem apertar, nem esfregar no couro cabeludo. Em seguida iniciei a fitagem com o creme de pentear da AVON, con filtro solar e óleo de argan.



Ao finalizar a fitagem, peguei uma faixa que é um cinto de um short estampado que tenho aqui e fiz uma amarração como se fosse uma tiara no cabelo. Ficando do jeito da foto ao abaixo. Saí de casa me achando hoje e a cada dia que passa aprendo ótimas dicas e truques para cuidar melhor dos meus cachos e deixá-los mais bonitos.


Ah! Preciso dizer também que o cabelo não ficou com cheiro de vinagre, nã, até por que eu apliquei o creme de pentear depois, então nada de cheiro de vinagre! Amei essa parte, é claro. E mais duas coisas: a primeira é que ainda sobrou a solução e é provável que eu use amanhã novamente e não tem problema não, eu posso ir testando para ver se vai dar certo ou errado. Afinal cada cabeo é u cabelo, depois, a depender dos resultados obtidos eu venho contando aqui.


A segunda coisa é sobre a fronha de cetim que é também muito citada pelas blogueiras cacheadas. Eu ainda não comprei mas peguei uma dica super bacana e vou experimentar. Vou pegar uma camisola que não uso mais de cetim e vou forrar o meu travesseiro todo dia antes de deitar. O efeito é que o atrito é menor e portanto diminui o frizz e o emaranhado, fazendo com que o cabelo acorde mais arrumado e os cachos mais modelados.

Passo depois para contar os resultados.


Rafaela Valverde

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Cidade sem estrutura, olha o que uma chuva curta faz

Hoje fui ao bairro da Calçada. Minha passagem por lá foi muito rápida, cerca de uma hora. Entrei estava tudo seco e não estava chovendo, quando saí tomei um verdadeiro susto: tinha água até quase a altura do meu joelho. Era muita água, parecia um rio, muito poluído. Entrei em pânico, por me ver ilhada, sem poder voltar para casa. Era muita gente que estava junto comigo e uns rapazes que estavam lá fizeram um sinal sonoro, para um veículo que passava, que era um mini caminhão baú. Entramos, olha que situação inusitada! Todos nós juntos, dentro de um caminhão baú, fomos levados a um ponto mais seco e enfim eu pude caminhar um longo trajeto (também quase todo alagado), até conseguir pegar um ônibus. Me senti muito mal, é uma situação degradante que nenhuma pessoa merece passar. Mas isso já é tão comum nessa região da cidade, que as pessoas já acham normal e conformadas correm para salvar eletrodomésticos em lojas e tiram água das casas e estabelecimentos com rodo e panos de chão, com semblantes resignados e confusos com a rapidez de um alagamento horrível como aquele. Foi muito rápido e isso prova o quanto a nossa cidade está fragilizada, sem estrutura e precisando de obras e pessoas mais educadas que não joguem lixo nas ruas.  Assim, talvez não fiquemos tão expostos a doenças, como a leptospirose, por exemplo. Algumas fotos que eu tirei:

Na porta da Estácio- FIB

Estácio-FIB

Só carros passavam 

Entrada da faculdade FIB
Não sei exatamente que lugar é esse, mas é próximo à praça de São Joaquim

Nesse ponto já estava menor o volume de água

Olha por onde estávamos andando





Rafaela Valverde

segunda-feira, 29 de abril de 2013

É bonito isso, sardinhas?

Foto: Google

Pequena demonstração da rivalidade entre Bahia e Vitória. Eu é claro torço para o Vitória e ontem após tomar dois gols, alguns torcedores fizeram esse ataque desnecessário e que demonstra e comprova o tamanho da nossa falta de educação e civilidade, como um todo e não apenas na área futebolística. Quem está por dentro da notícia sabe do que se trata, não preciso nem entrar em detalhes.


Rafaela Valverde



sexta-feira, 7 de setembro de 2012

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Ganhei a biografia de Adele

Oba, ganhei a biografia de Adele! Meu amor que me deu de aniversário! Amei e estou lendo junto com todos os outros livros e textos. Eu vou dar conta, eu sempre dou.

São fotos caseiras, viu?

Algumas fotos do livro!










terça-feira, 10 de abril de 2012

O que Tumblr? Dicas para iniciantes.

O que é Tumblr? O Tumblr é um sistema de rede social e micro-weblog que permite aos seus usuários compartilhar links, textos, vídeos, e audio. Como no Twitter, você pode seguir outras pessoas e ver no seu painel de controle (Dashboard) os últimos posts destas pessoas que você segue.


Uma das coisas interessantes é que, assim como no Twitter existe a possibilidade de "Retweet", ou seja, repostar o twit postado por outra pessoa, você pode "reblogar" os posts de outros usuários, ou apenas favoritá-los, e todos podem fazer o mesmo com o seu conteúdo, tudo de maneira muito simples e rápida.

Você pode customizá-lo com temas pré-existentes no próprio sistema ou copiar códigos html já prontos criados por outros usuários e disponíveis em diversos sites pela internet ou, ainda, criar seu próprio layout.

Além disso, o site permite integração com outras plataformas, como o site de bookmarks Del.icio.us, o Digg, ou sites como Wordpress, Blogger, Livejournal, Facebook e Twitter. Você também pode escolher importar feeds de outros sites e weblogs seus ou de terceiros, e escolher se quer que sejam postados apenas como links, imagens, link e resumo.

Eu poderia citar aqui vários bons motivos pra usar o Tumblr, mas em vez disso, sugiro a todos a leitura deste post do Alessandro Martins, com vários links interessantes e 12 bons motivos pra você também usar o Tumblr.

Pros iniciantes, resolvi mostrar aqui como criar e customizar sua página (para ver as imagens em tamanho maior, clique sobre elas, que abrirão em nova aba/janela).

Ao acessar a página principal do site, é muito fácil criar uma conta: você vai preencher os 3 campos que aparecem, na seguinte ordem - seu email, a senha desejada e o nome de usuário que você quer, que será parte de seu endereço no Tumblr, que, então, seráhttp://seunomedeusuario.tumblr.com.

Automaticamente, sua conta será criada e seu login feito e você recebrá um email de confirmação. Uma vez logado, você será direcionado aoDashboard, seu painel de controle
.

Tumblr

A partir dali você poderá postar textos, fotos, citações, links, chat, vídeo ou áudio, clicando nos respectivos ícones. Você pode, também, ajustar as preferências de suas conta, clicando em "Account" e no submenu "Preferences".

Tumblr

Já para customizar, basta clicar ali onde você vê escrito "Customize page", na imagem anterior, ao lado da janela de suas preferências, ou na lista à direita da tela no seu painel de controle.

Na página de customização, no topo, você terá uma barra de ferramentas, sendo a primeira delas chamada de "info". Ali você colocará o título do seu Tumblog, uma descrição sua ou do seu site, fará upload do seu avatar e poderá trocar o endereço do seu Tumblog quando desejar. Feita as alterações, clique em "Save", no alto, à direita, da mesma barra de ferramentas.

Tumblr

Clicando em "Theme", você poderá escolher um dos layouts pré-configurados, bastando clicar sobre aquele de sua escolhar e, novamente, clicando em "Save" na barra de ferramentas, ou clicar em "Use Custom Html", para colar o html de algum layout escolhido em outros sites ou colar o código do layout feito por você mesmo, novamente não esquecendo de, depois de colar o código, clicar em "Save".

Tumblr

Tumblr

Para saber as tags que devem ser usadas na criação de seu próprio layout, você pode visitar a central de ajuda do Tumblr que, embora em inglês, é de relativamente fácil compreensão.

Dependendo do layout escolhido, você ainda poderá clicar em "Appearance" e mudar as cores de fundo, texto, links e afins, apenas clicando nas paletas de cores.

Tumblr

Na aba "Services", por sua vez, vocês podem fazer a integração com Facebook, Twitter e outros sites, conforme já mencionado anteriormente, apenas preenchendo os campos de formulário. Eu habilitei meus weblogs, twitter e meu Del.icio.us.

Tumblr

Na aba "Advanced", é possível configurar o horário, a quantidade de posts que aparecerão na sua página principal, o endereço de feeds do seu Tumblog, se os links abrirão em nova aba.

Tumblr

Novamente destacamos: após a alteração de cada opção, clique em "Save". Se você não quiser fazer novas alterações, pode clicar em "Save+close", que você será mandado de volta para seu Painel de Controle.

Para adicionar usuários é fácil: na página destes usuários aparecerá o texto ou um botão com o texto "+follow": basta clicar ali. Para fazer "reblog" de um post, basta clicar no texto ou ícone correspondente (já que varia de layout para layout) de cada post de outro usuário que você achar interessante.






quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Dia a dia

É o carnaval acabou e como dizemos aqui no Brasil, o ano começou efetivamente. Hoje estou aqui atolada de coisas para fazer, concurso para estudar, trabalhos da faculdade, etc, etc... E ontem ainda quase caí e parece que dei um jeito na coluna ou em algum músculo das minhas costas, pois desde ontem estou com uma danada dor nas costas que está me deixando entrevada e me impedindo até de andar livremente. Isso é um saco. Passei a tarde na emergência tomando soro e dois remédios. Dormi, acordei mas melhorei e saí de lá. O médico passou um monte de remédio e me deu dois dias de atestado. Nunca é demais para descansar não é? Apesar de ter ficado em casa todos esses dias do carnaval, mas afinal de contas eu realmente estou com dor e não pedi atestado ao médico. Só vou para o Sac, trabalhar efetivamente, no dia 05 de março. Pois na semana que vem irei fazer capacitação de Informática avançada no prédio das VSBA, no Campo Grande. Bom esse é o relatório desse finzinho preguiçoso de carnaval. A vida continua cheia de problemas e pendências para resolver, mas sorrir é a melhor forma de resolver essas coisas. Sorrir e orar. Gostaram das fotos do lindo do Davi, meu afilhado. (Cadê meu babador?) Rsrsrsrs
Até a próxima.

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Ganhei o DVD de Adele "Live At The Royal Albert Hall"

Gostaria de afirmar mais uma vez o quanto sou fã da cantora Adele. Já comprei o cd 21 que foi o disco mais vendido no mundo esse ano. Ontem, comprei o 19 o primeiro cd dela e hoje o meu amor me deu o maior presentão de natal, que foi um kit com o DVD recém gravado e com um cd de mesmo áudio. Estou com o kit completo agora. E fiquei muito feliz, pois desde que ela, essa cantora maravilhosa gravou o DVD antes de fazer a cirurgia nas cordas vocais. Vou postar algumas fotos do meu DVD/ PRESENTE DE NATAL MARAVILHOSO!






sábado, 3 de dezembro de 2011

Meu afilhado Davi Lucas

Hoje eu vou apresentar aqui no meu blog para vocês meus leitores, o meu afilhado Davi que já está com dois meses e é cheio de personalidade. Gosta de assistir TV e é lindo. Bom, a minha corujisse não tem limites e eu ficaria aqui a noite toda falando, por isso é melhor eu não falar mais nada e postar logo as fotos que tirei ontem. Olha como está grande, gordo e belo.




terça-feira, 29 de novembro de 2011

MK entrevista com o maestro João Carlos Martins (28/11/2011)

Ontem foi o terceiro MK entrevista e último do ano também. A entrevista foi com o maestro João Carlos Martins, com Mário (Kértesz) entrevistando e a participação do grande músico baiano Carlinhos Brown. O evento foi no hotel Fiesta, com mais de mil pessoas assistindo ao vivo e com transmissão simultânea na rádio Metrópole e na web tv do grupo metrópole. Que grupo audacioso, inteligente e feliz nas suas ideias. Mas de vez em quando aparecem uns invejosos, querendo melar boas ideias. Eu fui na segunda e terceira edições do evento. Dessa vez não pude comparecer, por causa do trabalho, mas acompanhei na rádio e foi muito bom. Gostaria de dizer que o comunicador, que é meu ídolo Mário Kértesz, foi multado em cinco mil reais por ser suposto candidato à  prefeitura de Salvador, e estar supostamente fazendo campanha eleitoral antecipada, em outdoors da cidade, anunciando os eventos. Isso é muito injusto, na minha humilde opinião. Uma pessoa, um grupo que promove eventos culturais desse porte, não merecem ser pré julgados dessa forma. E se MK não for efetivamente candidato a prefeitura da cidade? Vou postar algumas fotos do evento de ontem.
Fonte das fotos: http://www.blogmk.com.br/

                                                  A platéia, com mais de 1000 pessoas

                                                                     A entrevista

                                                                            Os participantes

domingo, 23 de outubro de 2011

EBEPe Paulo Afonso 2010 e EBEPe Juazeiro 2011

No ano passado fomos para o EBEPe (Encontro baiano de estudantes de Pedagogia) que foi realizado no cidade de Paulo Afonso. A cidade é  bonita organizada e limpa, e já no segundo dia andávamos muito tranquilamente nela Gosto muito de viajar e pretendo conhecer muitas cidades da Bahia e do Brasil e observar suas populações e como elas se comportam. Enfim, a cidade era muito quente e tomamos muito sorvete, alguns moradores nos disseram que lá havia um sol para cada morador, fomos à prainha, que é uma represa, andamos na cidade e fortalecemos nossa amizade. Participamos dos GD's (Grupos de discussões) sobre o tema diversidade, já que o tema do evento era Educar para a diversidade. Foi uma experiência maravilhosa que me deu vários aprendizados. Por que estou falando disso agora quase um ano depois? Por que na época não tinha PC e não postei nada sobre isso, e agora está se aproximando também o 23º EBEPe, desse ano que será em Juazeiro, a terra de Ivete Sangalo. Já aguardo ansiosamente em conhecer essa cidade que pelas fotos que vi, é linda também. Mais diversão e aprendizado! O tema do EBEPe esse ano é algo voltado para políticas públicas na educação. Não lembro bem, mas está na comunidade do orkut.
Para mais informações sobre esse encontro,tem o site:

www.ebepe2011.com.br


                                                             Igreja de Paulo Afonso


                                               
                                                                Centro de Juazeiro

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Só uma passadinha...

Estou numa correria e sem muito tempo de postar, sério mesmo. Quero pedir desculpas a vocês. Mas assim que tiver um tempinho prometo que vou fazer uma postagem muito boa sobre o jeitinho brasileiro.
Final de semestre é um inferno! Estou muito cansada e dormindo tarde. Ah quero dizer que nesse final se semana, vou viajar para a praia de Atalaia. Depois posto fotos. E vou para o projeto MK entrevista da Rádio Metrópole, dia 27/09, com Fernando Morais.
Bom é isso!
Fui

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

O surgimento da infância e o lugar da criança ( Rafaela Valverde por Phillipe Áriés

Como  já  se  sabe,  até  um  determinado momento  da  história  não  se  considerava  a  criança,  com  suas  peculiaridades, como  um  ser  humano  significante.
 Por volta  do  século XII,  segundo Ariès ,  a  arte  não  representava a  infância  em  seus  produtos.  As  crianças,  nesse  período,  eram  vistas  como adultos em miniaturas e  assim  eram concebidas, inclusive  com músculos.
Essas crianças eram desmamadas muito tarde, não por se considerar esse ato importante, mas por desleixo. E em  geral,  eram  consideradas  assexuadas. Não existia fotografias do infante, por  haver o entendimento geral  que  esse  período  não  tinha  importância  e  por  isso  não  se  fazia  necessário  relembrá-lo. Achava- se  nessa  época  que  as  crianças  eram  facilmente  substituíveis  e  os  adultos  não  se  apegavam  muito  a  elas,  pela  facilidade  de  morte  dessas  criaturinhas.
Em geral, as  mortes coletivas de crianças eram  realmente  comuns nesse  período,  já  que  elas  não  recebiam  os  devidos  e  merecidos  cuidados físicos, mentais e de  higiene. Aliás, higiene era coisa rara nos antigos períodos  da  humanidade. Crianças  com  menos  de  um  ano,  em  geral  não  sobreviviam  muito  tempo,  pois  além  dessa  falta generalizada  de  cuidados,  ainda  existia  em  alguns  casos,  a  recusa da  mãe a  amamentá-las,  lançando essa  atribuição  à  amas –de-  leite,  coisa  muito  comum  na  época.
Segundo Ariès,  que  é  um  dos  pouquíssimos  teóricos  desse tema,  depois  de um  tempo  surgiram  representações  de  crianças mortas  em  fotos  e  pinturas. Representações essas, que ao meu ver, não serviriam para acalentar a dor da perda daquela criança e nem para matar a saudade, por exemplo. Afinal de contas  não  existia muitas  relações   de  afetividade  com  elas.
As  crianças  não  tinham  direito à  particularidades  de  roupas  infantis,  pois  segundo  esse  autor,  assim  que  saíam  das  fraldas,  passavam  a usar  roupas  de  adultos, em miniatura, é claro. Existia  o  desprezo  da  sociedade  em  relação  a  esse  período  de  infância. Como já foi constatado  era  um  momento  insignificante. Não  havia  respeito  ao  brincar, à saúde adequada  e  especializada,  e muitas  crianças  morriam  sufocadas  pelos  corpos  de  suas  mães,  enquanto ambas  dormiam. As  crianças, eram nesse  sentido,  consideradas    estorvos e  havia  o  consenso  que  elas   deveriam  crescer  logo,  pois  só  como  adultas,  teriam  algum  tipo  de  utilidade.
Nesse momento  histórico  era  natural  que  crianças  de  várias  idades  se  envolvessem  em  orgias e  experiências  sexuais, existindo  liberdade  para esse tipo de  atividade  na  infância.
 O toque  nas  genitais  era  considerado  normal e  até engraçado. Tudo era aberto e  liberado, pois  afinal  de  contas,  se a criança era um pequeno  adulto,  não  haveria  motivo,  para  ocultar dela  certas  coisas  de  adultos. Nada era  escondido das  crianças, elas  viam  e ouviam  tudo. 
Para  nós,  na  atualidade,  essas  atitudes,  esse  despudor  no  trato com  a  criança,  podem  ser  considerados absurdos,  mas  era  assim que  funcionava  a sociedade  naquele  período,  e  essa  conscientização  só  veio  mais  tarde,  com  estudos  e  intervenções  de profissionais  especializados. Não  existia essa  consciência que  temos  hoje, que  a  infância  é  sim  um  período  singular e  que  precisa  ser  respeitada  e  privada  de  certas  informações. E  que  essas  informações  só  devem  ser  passadas  para  as  crianças  nos  estágios  corretos  de   desenvolvimento  psicológico  e  cognitivo   ao  longo  do  seu  crescimento.
Aproximadamente  a  partir  do  século XVII,  com  o  auxílio,  estudo,  pesquisas  e  reflexões  de  educadores,  passou-  se  a  enxergar  a  criança,  não  mais  como  adulto  em  miniatura,  mas simplesmente  como  criança.
Segundo Elizabeth  Badinter,  em seu  livro  Um  amor  conquistado. O  mito  do amor  materno,  nesse  período  começaram  a  aparecer obras  que  incentivam   os  pais  a  terem  sentimentos  para  com  seus  filhos,  e  também  incitam  ao que  ela  chama  de  amor  materno. (Badinter, 1985) 
Acredito na ideia  de  que  nesse  período  se  fortaleceram  os  laços  familiares,  consolidando  se  assim,   o  que  hoje  chamamos  de família  propriamente  dita,  e inclusive  já  existem  diversas vertentes desse  tipo de   família  tradicional.
Assim, essa  conscientização  foi  impulsionada   principalmente   pelo  avanço  do  capitalismo,  a criação  das  cidades  e  o  surgimento  de  classes  sociais. Além  do  interesse  da  igreja  católica,  que  ao  meu ver,  tinha  vários   outros    interesses  por trás,  mas  que  inegavelmente  trouxe-nos  diversos  progressos  para  essas  correntes  atuais  que  defendem  a  infância. Ela, a  Igreja,  foi a  criadora  dos  colégios,  onde  se  deu  uma melhor  educação  e se  intensificou  a   socialização  infantil, mesmo  ás  vezes  de  forma  precária,  mas  era  o  melhor  que  podia ser  feito  na  época.
Com  o  surgimento  do  sistema  capitalista,  fez  se  necessário,  portanto  a  criação  de  mão  de  obra  especializada  para  trabalhar  no  comércio  e  nas  indústrias. Existia  uma  nova  demanda  a  ser  cumprida  e os  adultos  nem  sempre  poderiam  aprender  o  funcionamento  de  máquinas  industriais  e  segredos  comercias. Por  isso  nasce  a necessidade  de  ensinar  às  crianças  que  seriam  a  mão  de  obra  do futuro  e  teriam  mais  facilidades  para  aprender. Isso  só  foi  descoberto depois.  O  que  aconteceu  e  assim  permanece  até  hoje, é que  dada  a  devida  importância  a  criança,  deu  -se  também  a  criação  de  consumidores  e compradores  que  sustentariam  o  sistema  fabril  e  comercial.
Através  do capitalismo,  e  dessas  demandas  que  ele  trouxe,  é  que  nasceu  a preocupação  com  a infância,  ou  melhor  daí  veio  o surgimento  da  infância, tal  qual  é  hoje.  E  passou  a  haver  preocupação,  não  só  com  a  infância,  mas  também  com  o  futuro  adulto  que  se  formaria.
Isso  foi  um  marco  em  todo  o  mundo,  pois  começaram  a  aparecer  vários  estudos  de  psicólogos,  educadores,  médicos (que  se  tornaram pediatras),  etc., sobre  a  infância,  sobre  o momento da   criança,  sobre o  processo de  aprendizagem, etc.  E  até  os  pais,  através  do  amadurecimento  da  sociedade  em  diversos  aspectos  tornaram-  se  pais  mais  amorosos  e  cuidadosos  com  seus  filhos. Veio a  importância  do  reconhecimento  da  paternidade  e  do amor  paternal,  a  importância  do  aleitamento materno  e  dos  laços  afetivos  que  esse ato  implicam.
Assim  houve  uma  mudança  no  século XVIII,  criança  torna-  se  insubstituível,  e  “  A saúde  da  criança  tornou-  se  objeto  principal  da  preocupação  dos  pais.”(Badinter, 1985).
A  criança  passou  a  ser  mais  respeitada,  cuidada  e  protegida  por  todas  as  sociedades. Agora  era  visto  ali,  um  ser  especial,  que  necessitava  de  tudo  do  bom e  do  melhor  que  os  adultos  pudessem  proporcionar.  
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...