quinta-feira, 19 de julho de 2018

Que possamos olhar no espelho com amor

Uma gatínea fofínea e inocetínea se olhando no espelho <3 


Há alguns dias estava na frente do espelho reclamando da minha barriga. "Essa barriga não some, faço exercícios físicos, regime (nem tanto) e nada... Essa pochete feia não sai..." Falei enquanto apertava a barriga. Realmente eu detesto essa pochete (rsrsrs) e vai ser difícil perdê-la. Segui a vida, mas uns dias depois estávamos na casa de minha vó e minha mãe tocou no assunto do meu peso, mas apesar disso me surpreendi com ela nesse dia. Ela falou que eu finalmente estava pensando em emagrecer aí eu disse que a barriga não conseguia perder. Aí ela me respondeu: "Você fica vendo só as coisas negativas, olha que pernões lindos, olha que seios maravilhosos que pode até sair por aí sem sutiã. Vê se eu posso sair sem sutiã? Vê se eu tenho umas pernas lindas dessas?"

E aí eu parei para refletir e vi que sim, muitas vezes a gente só vê o lado  ruim das coisas e da gente mesmo. É mais fácil. É mais fácil se vê como feia, gorda, achar o cabelo ressecado, a pele cheia de espinhas, etc. Achar defeitos é mais fácil. Ver que engordamos ao invés de valorizar as gramas que perdemos é mais fácil. Geralmente é o que mais as pessoas percebem: nossos defeitos. E assim também tendemos a fazer. Focamos mais em nossos defeitos e esquecemos dos nossos pontos fortes, os que deve ser realçado, valorizado e amado. 

Na verdade devemos e precisamos urgentemente nos amar por completo. Amar a forma perfeita que Deus nos fez. Cada parte do nosso corpo funciona perfeitamente. Nossa pele, o maior órgão do corpo, é a membrana mais mágica que existe. Ela pode até rasgar, cortar, furar, mas se regenera e volta a ser bonita de novo, macia de novo. Se pararmos para pensar na complexidade que é nosso corpo e seu funcionamento todos os dias. Os mecanismos para respirar, para levantar da cama, para cabelos e unhas crescerem, entre outros... nos valorizaríamos muito mais e passaríamos a nos amar muito mais e a cuidar da gente. Nos olharíamos no espelho com mais amor.

Estou cuidando de mim como nunca cuidei na vida. Faço meus exercícios (depois vou escrever um texto sobre isso), melhorei um pouco, mas confesso que ainda como muita besteira,  minha alimentação e cultivo pensamentos positivos, pensamentos bons, pensamentos de amor a mim mesma, às pessoas e a Deus. Quando a gente passa a enxergar pela ótica do amor, a imagem que vemos no espelho todos os dias passa a ser mais valorizada. Passamos a amar nossos defeitos por mais que eles sejam persistentes e estejam sempre ali, é possível ver o que é belo, as qualidades, os pontos fortes e positivos, a beleza que há em nós. Se olhe no espelho com mais amor! E olhe que eu digo isso para mim também. É o que preciso exercitar agora. Meu valor, meus atributos, minha beleza, meu amor próprio.



Rafaela Valverde
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...