quinta-feira, 28 de abril de 2016

Filme Nise - O coração da loucura

Imagem da internet
Hoje quero falar sobre o filme Nise - O coração da loucura, que foi lançado agora no dia 21 de abril. O filme conta com atores como  Glória Pires, Simone Mazzer, Julio Adrião e o diretor é Roberto Berliner.

É um filme muito bom, eu adoro filme brasileiro e acho que devemos valorizar a sétima arte produzida aqui. O filme é denso e traz a história da psiquiatria brasileira nos anos 40. Um hospital psiquiátrico no bairro Engenho de Dentro, Rio de Janeiro segue técnicas de tratamento muito utilizadas na época como choques e lobotomia.

A psiquiatra Nise, interpretada de forma bela por Glória retorna ao hospital depois de um afastamento e resolve mudar aquela forma de tratamento que segundo ela desconsiderava os pacientes como gente.Algumas cenas são bem chocantes devido a violência empregada. Nise chega ao hospital que é bem precário e promove uma revolução. Ela implanta uma sala de Terapia Ocupacional, onde os "clientes" passam a ser bem tratados, a violência é extinta e através de amor e arte, ela consegue realizar transformações na vida dos pacientes e no dia a dia do hospital.

Os pacientes são diversificados e muito deles têm talentos para a arte como esculturas e pinturas, enfim eu não vou falar mais nada. Apenas que é um filme forte e ao mesmo tempo sensível. Eu chorei. E além disso é um filme feminista porque é uma mulher forte, lutando contra um universo meramente masculino, já que seus colegas de profissão são todos homens. Enfim, eu realmente não vou falar mais nada. O filme está em cartaz. Assistam. É muito bom. Ahh não posso esquecer de falar que as atuações são excelentes e que no final aparece o trecho de uma entrevista com a Nise real já bem velhinha. Obra de arte incrível!



Rafaela Valverde

quarta-feira, 27 de abril de 2016

Me dei mal em uma prova

Imagem da internet
Hoje foi uma das poucas vezes em que me senti verdadeiramente abalada por causa de uma nota baixa. Me xinguei, me culpei. Poderia ter estudado mais, poderia ter estudado. Lembro que no final de semana anterior a essa prova eu estudei muito pouco e já havia estudado relativamente pouco. Ok, eu trabalhava, ok eu li, fichei e reli quase todos os textos da disciplina, excetuando apenas  dois ou três, de mais de dez textos.

Mas eu não estava compreendendo claramente o conteúdo, eu deveria ter falado ter brigado por isso, eu deveria ter dito para o professor parar que eu não estava entendendo porra nenhuma! Mas agora não adianta ficar falando eu devia, eu devia. O que passou passou. O fato é que eu não gosto de prova, muito menos provas abertas e subjetivas, essas me acabam.

Era uma prova que valia dez pontos e eu não tirei nem três!! É frustrante, é revoltante. Não sou boas com provas. Não acho que seja a maneira mais eficaz de avaliar os conhecimentos de alguém. Na UNEB quase não fazia provas e realmente não é um hábito que faz parte da minha vida. Enfim, fiquei muito frustrada, me senti mal e decepcionada comigo mesma.

Agora é correr atrás do prejuízo ou tentar. Mas o sentimento de que poderia ter sido melhor não sai de mim. Agora é tentar recuperar e ver no que dá. Não gosto de ficar me lamentando, mas isso realmente me abalou um pouco.





Rafaela Valverde

Vida - Fabrício Carpinejar

Imagem da internet
A vida amou a morte
mais do que havia para morrer.

Na beira da cama,
o sândalo dos pés
convidava-me
a renunciar as sandálias
e debulhar a palha noturna.

Apaguei os pensamentos
na espuma da pele.

Abandonar o paraíso,
a única forma
de não esquecê-lo.



Fabrício Carpinejar







Rafaela Valverde

Conversas de Botas Batidas - Los Hermanos ♥

Tenho um carinho imenso e especial por essa música que tem uma linda história. Essa música foi feita por Camelo, após o desabamento de um hotel no Rio, onde um casal de amantes morreram juntos no quarto. É emocionante lembrar disso. Marcelo viu a notícia no jornal e se inspirou a fazer a música.



- Veja você onde é que o barco foi desaguar
- A gente só queria um amor
- Deus parece às vezes se esquecer
- Ai, não fala isso por favor
Esse é so o começo do fim da nossa vida
Deixa chegar o sonho
Prepara uma avenida
Que a gente vai passar

- Veja você, quando é que tudo foi desabar
- A gente corre pra se esconder
E se amar se amar até o fim
Sem saber que o fim já vai chegar

Refrão
Deixa o moço bater
Que eu cansei da nossa fuga
Já não vejo motivos
Pra um amor de tantas rugas
Não ter o seu lugar

Abre a janela agora
Deixa que o sol te veja
É só lembrar que o amor é tão maior
Que estamos sós no céu
Abre as cortinas pra mim
Que eu não me escondo de ninguém
O amor já desvendou nosso lugar
E agora está de bem

Refrão

Diz quem é maior
Que o amor
Me abraça forte agora
Que é chegada a nossa hora
Vem vamos além
Vão dizer
Que a vida é passageira
Sem notar que a nossa estrela
Vai cair

Retirada de: vagalume.com.br


Rafaela Valverde

terça-feira, 26 de abril de 2016

Rapidinha no corredor

Imagem da internet
Estávamos ali no corredor, naquele corredor comprido e escuro, iluminado apenas pela luz da lua que entrava por uma pequena janela. Paramos de andar e você me jogou na parede e ali fiquei parada, esperando sua próxima ação. Você me beijou deliciosamente, com força. Senti sua língua gostosa me invadindo enquanto você enfiava a mão por debaixo da minha saia, dentro da minha calcinha. Tateou e massageou até eu ficar excitada, senti uma deliciosa umidade e gemi baixinho. 

Me mandando ficar quieta você mete os dedos gostosamente dentro de mim e após certificar de eu estar bem molhadinha, eu sussurro no seu ouvido que é impossível ficar quieta desse jeito. Ao mesmo tempo, lambe minha orelha e volta a me beijar. A adrenalina de estar ali no meio daquele corredor me deixa cada vez mais excitada e eu gemo, sinto minhas pernas bambas. Peço para parar mas você intensifica os movimentos dos dedos antes de abaixar, puxar minha calcinha para o lado e enfiar a língua entre minhas pernas.

Dessa vez começou com movimentos leves, o que me fez suspirar e jogar a cabeça para trás. Abri os olhos e olhei para o teto manchado tentando raciocinar por apenas um segundo. Empurrei sua cabeça mais para mim e você aumentou a intensidade me fazendo gozar. Gemi várias vezes bem baixinho para que ninguém ouvisse.

Ofegava quando você me olhou no fundo dos olhos constatando que eu havia gozado, sorriu de forma safada, colocou a calcinha no lugar abaixou minha saia, levantou. Demos as mãos e continuamos andando tranquilamente pelo corredor até o elevador. Como se nada tivesse acontecido entramos e ajeitamos a aparência no espelho. Estávamos com cara de sexo, meu batom estava borrado. Mas nós sorríamos!


Rafaela Valverde

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Inspiradora

Gente eu ganhei uma coisa muito linda no meu aniversário, foi um poema feito por uma pessoa muito fofa que soube me decifrar muito bem. Vou transcrevê-la aqui. Obs: O título foi dado por mim.

Imagem da internet

Linda morena dos cabelos cacheados
Sorriso fácil e contagiante
Determinação é uma das suas qualidades
Não teme de mudar de planos
A tua sapiência é sagaz
Obrigada por me inspirar

Língua solta para beijar e para se expressar
Sinceridade dita sem fugir da realidade
Despudorada é outra das suas qualidades
Seus olhos não perdem os detalhes do mundo
Improvisos destes versos que criei para você
Morena linda dos cacheados cabelos



Rafaela Valverde

Batom líquido Intense Boticário e Sombra Lápis Azul da Natura

Hoje quero falar sobre um batom da Boticário que compre há uns dias e sobre o lápis sombra azul que uso como batom da Natura. São dois produtos ótimos com um precinho bem camarada. O batom líquido da Boticário foi o primeiro que comprei e ele é muito bom. Nunca tinha usado um batom líquido, apesar de saber que eles duram mais. Gente, eu não soube identificar até hoje qual o nome da cor do batom, mas ele é rosa (rsrsrs) fica dessa cor:

Eu linda!

Bem, eu amei esse batom. Primeiro por que a cor é linda e diferente dos outros batons que tenho. Em segundo lugar ele é mate, seco, não fica manchando tudo e dura hoooorass! Amei, gente! Quando vi no catálogo da Boticário vi que ele durava seis horas, mas acho que foi mais, viu. Passei quase a madrugada toda, cheguei em casa de manhã e ainda estava com resto do batom. Muito bom e custou 26,00. Maravilhoso, recomendo. Olha ele aí:

Foto de minha autoria

Outro produto que eu quero falar é o Lápis sombra azul da Natura. Gente eu não lembro quanto ele custou, se foi 18,00 ou 21,00. Como eu disse é uma sombra, mas que eu usei nos lábios, nunca usei como sombra, mas quem sabe um dia, né? Olha ele aí:

Adicionar legenda

Ele tem uma ótima cobertura e duração. Gostei bastante porque fui a uma festa e durou bastante! Recomendo sempre passar hidratante nos lábios antes de passar qualquer batom para que não fique com aquele aspecto de lábios ressecados, feios. Um bom hidratante labial já resolve, ou uma esfoliação caseira. Faço a minha com creme hidratante da pele, com um pouco de açúcar e funciona. Super recomendo o produto e o resultado é esse:






Rafaela Valverde




sábado, 23 de abril de 2016

Felicidade - Marcelo Jeneci


Haverá um dia em que você não haverá de ser feliz,
Sentirá o ar sem se mexer,
Sem desejar como antes sempre quis,
Você vai rir... sem perceber,
Felicidade é só questão de ser,
Quando chover... deixar molhar...
Pra receber o sol quando voltar.
Lembrará os dias que você deixou passar sem ver a luz,
Se chorar, chorar é vão,
Porque os dias vão pra nunca mais...

(Refrão)
Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você,
Chorar, sorrir também e depois dançar na chuva
Quando a chuva vem.

Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você,
Chorar, sorrir também e dançar,
Dançar na chuva quando a chuva vem.

Tem vez que as coisas pesam mais
Do que a gente acha que pode aguentar,
Nessa hora fique firme pois tudo isso logo vai passar,
Você vai rir... sem perceber...
Felicidade é só questão de ser,
Quando chover... deixar molhar...
Pra receber o sol quando voltar.

(Refrão)
Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você,
Chorar, sorrir também e depois dançar na chuva
Quando a chuva vem.

Melhor viver meu bem,
Pois há um lugar em que o sol brilha pra você,
Chorar, sorrir também e dançar,
Dançar na chuva quando a chuva vem.
Dançar na chuva quando a chuva vem.
Dançar na chuva quando há chuva,
Dançar na chuva quando a chuva vem.

Link: http://www.vagalume.com.br/marcelo-jeneci/felicidade.html#ixzz46fVtKMIh




Rafaela Valverde

sexta-feira, 22 de abril de 2016

Filme A Vida é Bela

Imagem da Internet
Ontem assisti o filme italiano A Vida é Bela, do diretor Roberto Benigni o filme foi lançado em 1999 e ganhou o Oscar de melhor ator, dado ao próprio  Benigni, que protagonizou o filme interpretando Guido. A Vida é Bela levou três prêmios, tendo sido indicado a sete.

Além de melhor ator, o filme levou os Oscar de Melhor Trilha Sonora Original e melhor filme em Língua Estrangeira. O filme é maravilhoso, uma obra prima. Além de ser italiano, sou apaixonada pela Itália. O filme se passa na Segunda Guerra Mundial, onde o judeu Guido (Benigni) é levado junto com seu filho Giosué são levados a um campo de concentração nazista.

O pai para proteger seu filho de todo aquele contexto do campo simula um jogo, onde faz o filho acreditar que estão competindo com outras pessoas para ganhar um tanque de guerra. Guido usa muito da sua imaginação e argumentação para fazer com o que filho se mantenha escondido e acredite que tudo não passa de uma brincadeira, inclusive a violência e horror do que eles estavam vivendo.

O amor que fica claro em todas as cenas de Guido com o filho emociona e faz a gente ver que a via é realmente muito bela, já que vale a pena apesar de tudo. Apesar do horror, apesar da guerra, apesar do nazismo. A fotografia do filme é linda, pai e filho dão um show de interpretação, a trilha sonora incrível e ainda tem o italiano, que é para mim é uma das línguas mais bonitas e românticas. A emoção paira durante as duas horas de filme e a gente fica sempre esperando pelo pior, mas Guido faz tudo da melhor maneira que ele pode e no fim mais beleza vem à tona. Não chorei, mas cheguei muito perto. Filme incrível. Com certeza entrou na minha lista de filmes preferidos. Recomendo!


Rafaela Valverde

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Livro Coisas que todo professor de português precisa saber

Imagem da internet

Hoje terminei de ler esse livro que peguei na biblioteca da UFBA. É um livro da Editora Parábola, produzido pelo professor da universidade, Luciano Amaral Oliveira. É um livro que deixa bem clara a função do professor de português dentro da sala de aula, fazendo atividades, analisando livros didáticos e outras atividades. O livro traz ainda uma perspectiva sociolinguística, sem preconceitos acerca da posição do professor em relação aos alunos e à língua.

Ele responde perguntas, com sugestões, críticas e atividades. São perguntas como: O que é ensinar? O que é língua? Para que ensinar Português a brasileiros entre outras. Ele ainda divide o livro em tópicos ou capítulos, dividindo o ensino da disciplina em: Ensino Pragmático da Leitura; Ensino Pragmático da  Escrita; Ensino Pragmático da Literatura; Ensino Pragmático do Vocabulário e Ensino Pragmático da Gramática.

Lembrando que a palavra pragmática está diretamente ligada ao uso prático e cotidiano de cada uma dessas perspectivas. Ele traz a importância da boa formação do professor e da sua função em sala de aula, lembrando ainda que se faz necessário mostrar aos alunos a importância de se estudar e para que esses conteúdos serão utilizados no dia a dia.

Uma das coisas mais interessantes que vi nesse livro foi a ideia que o autor traz sobre a necessidade de preparar o aluno para a vida. Ele afirma que é preciso que as escolas ensinem aos seus alunos a redigirem um currículo por exemplo. Achei isso incrível! Ele faz duras críticas à algumas atividades dos livros didáticos e aos gramáticos puristas. Além de criticar a Nomenclatura Gramatical, que descontextualizada não serve para muita coisa a não ser "comprovar" ao aluno que ele não sabe português. Outra coisa que me chamou muito a atenção também foi um questionamento interessante sobre a utilidade da literatura, conteúdo que estudei esse semestre na disciplina de Literatura. Um bom livro sobre a prática. Recomendo!


Rafaela Valverde


O que odeio...

Imagem da internet

Odeio esperar
Odeio que me deixem falando sozinha
Odeio fazer o que eu não estou afim
Odeio que andem devagar na minha frente
Odeio andar em passarelas
Odeio que não prestem atenção no que estou falando
Odeio andar devagar
Odeio ser interrompida quando estou assistindo filme ou série
Odeio que digam coisas inverídicas e injustas sobre mim
Odeio que julguem sem conhecer
Odeio que falem as coisas sem saber
Odeio que discutam comigo quando eu tenho certeza que estou certa
Odeio que desperdicem água
Odeio que falem alto e arrastem chinelo enquanto anda
Odeio que batam e humilhem crianças na minha frente
Odeio quem maltrata animais
Odeio filas
Odeio ser interrompida em minhas leituras
Odeio falar ou fazer qualquer outra atividade enquanto como
Odeio ficar muito tempo sem comer
Odeio não dormir e ficar cansada o dia todo por causa disso
Odeio ser acordada
Odeio que se metam na minha vida
Odeio fofoca
Odeio que mexam nas minhas coisas
Odeio emprestar minhas coisas
Odeio que me ignorem
Odeio indiferença
Odeio inveja e maldade
Odeio ser mal atendida
...

Continua...



Rafaela Valverde

Estruturalismo Linguístico

Imagem da internet
O estruturalismo linguístico vê a língua como um sistema, uma estrutura linear e coerente. Os linguistas têm como tarefa  a análise e organização do funcionamento desse sistema.e dos seus elementos. O suíço Saussure foi o precursor do estruturalismo e enfatizou a língua como sistema.

É um sistema que segue leis internas, onde o valor de cada peça depende unicamente das suas relações com as demais peças. O funcionamento das unidades do sistema é regulado por normas que internalizamos ainda na infância, no momento da aquisição da linguagem e em decorrência do convívio social.

Há alguns conceitos dicotômicos no estruturalismo e essa é uma das suas características, estabelecida por Saussure que estabeleceu diversas dicotomias ao longo dos seus estudos. A primeira dicotomia que vou apresentar aqui é em relação à língua ser forma (estrutura) e substância (matéria onde se manifesta); Saussure acreditava na língua como forma e não como substância.

Outras dicotomias encontradas por Saussure são: a língua e a fala; a diacronia e a sincronia; paradigma e sintagma, significado e significante, etc. A língua para Saussure é um sistema supra individual, utilizado como comunicação entre membros de uma sociedade. A langue é o lado social e essencial da linguagem, um sujeito sozinho não pode modificar a língua ou langue.

Já a fala ou a parole é individual e caracteriza a língua. Segundo ele a língua  é um "Ato individual de vontade e de inteligência." A fala se baseia em construções do falante que utiliza as unidades que compõem o sistema. A fala é o uso prático e efetivo dos códigos da língua. É a condição da fala, mas fica em segundo plano nos estudos estruturalistas. Porém não é possível estudar uma independente da outra. A fala desenvolve a língua e a língua é desenvolvida pela fala.

Uma outra dicotomia de Saussure foi relacionada aos estudos sincrônicos e diacrônicos da língua. Era preciso estudar a língua e suas mudanças que acontecem de forma regular, porém para isso o linguista acreditava que o estudo mais apropriado seria o sincrônico que nada mais é que o estudo da língua em recorte de tempo, um único momento na história. Os estudos diacrônicos que são estudos comparativos através de diversos momentos históricos não eram priorizados por Saussure, pois ele achava que os falantes não poderiam ter consciência da língua ao longo do tempo. Os estudos sincrônicos eram mais importantes para Saussure porque  ele achava importante estudar a mudança gradual da língua durante um tempo específico.

Saussure imaginava ainda a língua como um sistema de signos, que são unidades constituintes de um todo.Os signos são formados pelo significado e significante, onde o primeiro se trata do conceito, que pode ser atribuído ao significante. O significante por sua vez se refere à sequência de fonemas, ou representações mínimas de uma palavra. Há também para ele, a denominação de imagem acústica do significado.

Vou me limitar a essas dicotomias, não vou falar por enquanto das relações sintagmáticas e paradigmáticas, tendo em vista que não tenho aporte de conteúdo suficiente para sistematizar esse conhecimento. Vou dar mais uma estudada e farei um texto apenas sobre esses dois importantes conceitos da linguística estruturalista.



Rafaela Valverde



segunda-feira, 18 de abril de 2016

Filme A Incrível História de Adaline

Imagem da internet
Ontem vi o filme A incrível História de Adaline. É um filme com roteiro diferente e interessante, além de ótimas atuações. Mas o filme é para mim, bem normal no que diz respeito à bagagem e ao grau de importância. Mas essa é a minha opinião.

O filme foi lançado no ano passado e conta com atores como Blake Lively, Michiel Huisman, Harrison Ford. A primeira interpreta Adaline e o personagem de Harrison apesar de pequeno é bem decisivo para o filme, O filme é americano e começa no início no século XX e traz a história de Adaline que após sofrer um acidente, se torna imortal e mantém a aparência de quando tinha 29 anos.

Os anos passam até chegar aos nossos dias e Adaline continua vivendo solitária, sem criar vínculos e sempre mudando de endereço. Vê a sua filha envelhecendo, enquanto mantém a aparência jovial. Até que um dia ela conhece um jovem que vai fazê- la querer mudar e enfrentar esse segredo. Mas ainda há alguns desafios a serem enfrentados antes que a história termine.

A essa altura Adaline já está com 107 anos e uma reviravolta acontece. Pelo menos para mim foi surpreendente. Paradoxalmente, o filme perpetua a ideia do 'Felizes para sempre', o que eu não curto muito. Mas alguns sinais davam a entender que a trama ia terminar de uma forma diferente. Bem, como entretenimento é um bom filme. Eu gostei, é razoável. Amo assistir filmes!



Rafaela Valverde

sexta-feira, 15 de abril de 2016

Pegando fogo!

Imagem da internet
Hoje eu fico rememorando todas as noites de chuva que passamos juntos. Eu em cima de você, você em cima de mim, de lado, de todas as formas possíveis. Olhávamos as gotas de chuva batendo na janela. O céu sempre estava cinza, os dias não agradáveis, não ensolarados; nublados e sombrios. Mas eram desses que eu me lembrava sempre.

Porque eram nesses dias em que ficávamos juntos o dia inteiro na cama. O frio lá fora fazia tudo ficar mais quente aqui dentro. Afinal de que adiantava um belo dia de sol, um céu azul, sem aconchego, sem o calor paradoxal dos dias frios. Não sei bem explicar o clima desses dias, a atmosfera. Os dias frios eram melhores para sentir sua respiração no meu ouvido, para sentir seu corpo e para ter você dentro de mim.

Hoje está um dia ensolarado, como o clima pega fogo quando estamos juntos, todas as janelas da casa estão escancaradas para espantar o calor. Ventiladores também vão ajudar que a gente não ponha fogo na casa. Porque podemos até terminar na cama, mas transamos em todos os cômodos dessa casa mesmo. O tapete da sala, o sofá, a escada, a cadeira da mesa da cozinha, o chão... 

O chuveiro!Ai como é bom sentir você me chupando com aquela água quente caindo em nossos corpos. Imagine só, quando na banheira de hidromassagem daquele motel que vamos às vezes. Ou íamos. Agora temos nosso antro de perdição erótica diário. É assim que costumamos chamar nossa casa. A casa cheira a sexo! A lascívia está presente em cada um de nós e em cada canto dessa casa.

Mas voltando aos dias de chuva, quero aqui deixar registrado que apesar desse sol de hoje, estamos em pleno inverno e muitos dias chuvosos virão por aí. Muita chuva para cair nessa janela enquanto eu estou de quatro para você. Muito frio para a gente fazer um 69 debaixo do edredom. Sim, aquele edredom com cheiro de naftalina que você odeia, mas que na hora nem se lembra de porra de naftalina nenhuma!

Não há necessidade nem de lingerie. Fico o dia todo nua. Ficamos nus. Mesmo com o frio, fica tudo tão quente que nem ligamos. Nossos corpos se suprem, se completam, suam, gemem, gritam, sussurram, lambem, chupam. Nossos corpos são impelidos o tempo todo a dar e receber prazer, a sentir o gosto um do outro e a se viciar nessas sensações e assim permanecemos. Eu e você, deliciosamente juntos num movimento constante, movimento erótico, onde nossos corpos se complementam no sol, na chuva, na neve ou em qualquer tempo.


Rafaela Valverde

quinta-feira, 14 de abril de 2016

Amor - Hilda Hilst

Imagem da internet
Que este amor não me cegue nem me siga.
E de mim mesma nunca se aperceba.
Que me exclua do estar sendo perseguida
E do tormento
De só por ele me saber estar sendo.
Que o olhar não se perca nas tulipas
Pois formas tão perfeitas de beleza
Vêm do fulgor das trevas.
E o meu Senhor habita o rutilante escuro
De um suposto de heras em alto muro.

Que este amor só me faça descontente
E farta de fadigas. E de fragilidades tantas
Eu me faça pequena. E diminuta e tenra
Como só soem ser aranhas e formigas.

Que este amor só me veja de partida.

House Of Cards

Imagem da internet
Estou assistindo a série House Of Cards. Terminei hoje a terceira temporada. Como eu já disse aqui, sou a "lentona" para ver séries, ou para tudo talvez. Enquanto todo mundo está bem avançado e já viu várias séries eu ainda estou lá atrás... Mas, prefiro assim, afinal tenho outras coisas para fazer como por exemplo estudar.

Mas enfim, vamos lá. Essa série não me chamaria atenção se não fosse  pelo fato de o protagonista Frank Underwood ser interpretado por um ator maravilhoso que sou muito fã, Kevin Spacey. Um dos meus filmes preferidos é protagonizado por essa pessoa: A vida de David Gale, de 2003, filme que mudou a minha vida e a minha percepção sobre vários assuntos.

Então, a série mostra um panorama instigante do cenário político americano. O que eu não conhecia em quase nada, é claro. A não ser pelo fato de que o presidente é negro e que existem dois partidos. Enfim, a série é muito bem feita, muito bem protagonizada por esses dois atores. Sim porque a atriz que faz a esposa de Frank (Kevin Spacey) é excelente também. O nome dela e Robin Wright e ela interpreta Claire. Super elegante e charmosa!

Frank não tem muitos escrúpulos. Ou nenhum? Mas ainda assim ele é apaixonante. Eu gosto muito, mas muito dessa série e não consigo desgrudar. Ontem eu terminei a terceira e já comecei a quarta que estreou esse ano. A série estreou em 2013, mas eu sou descobri no final do ano passado. Estou apaixonada por essa dupla obcecada pelo poder. Salvem os Underwood! E Deus abençoe os Estados Unidos da América! Recomendo!


Rafaela Valverde




quarta-feira, 13 de abril de 2016

O amor não é para os fracos - Fabrício Carpinejar

Imagem da internet (mas retirada de um livro de Carpinejar)
“O amor não é para os fracos. 
Amor é o que fica depois do desespero.
Amor é o que fica depois da vingança. 
Amor é o que fica depois da solidão.
Amor é o que fica depois das brigas.
Amor é o que fica depois da bebedeira. 
Amor é o que fica depois da fofoca.
Amor é o que fica depois das dúvidas. 
Amor é o que fica depois do orgulho.
Amor é o que fica depois dos gritos. 
Amor é o que fica depois da raiva. 
Amor é o que fica depois dos erros.
Amor é o que fica depois da cobrança.
Amor é o que fica depois do cansaço. 
Amor é o que fica depois de ir embora. 

Se o amor ficou depois de tudo, não finja que ele é nada.”
— Fabrício Carpinejar





Rafaela Valverde

23/04 meu dia, meu níver!

Imagem da internet
Meu aniversário é daqui há exatamente 10 dias, dia 23/04 dia de São Jorge que é Oxóssi no Candomblé, dia do nascimento de Shakespeare e dia mundial do livro e do direito do autor. A minha cara, né? Como eu poderia nascer em outra data? Impossível. Eu amo esse dia e não gostaria de ter nascido em nenhum outro.

Apesar de ser um dia de chuva. E assim o era no dia em que eu nasci, segundo conta minha vó. Um grande toró caiu sobre a nossa cidade. Amo chuva para não dizer o contrário. Mas ainda assim não queria ter nascido em outra data. Esse ano meu aniversário cai num feriadão o que desperta em mim muitas ideias para curtir o antes, o dia e o depois.

Farei 27 anos, mas me sinto mais jovem que isso. Me sinto com todo gás, apesar do sedentarismo. Comecei uma faculdade nova, tenho objetivos bem específicos dentro dessa nova área e a minha cabeça está cheia de planos, exatamente como há dez anos quando iria fazer 17. Fui ganhando experiência, melhorando como pessoa e ainda continuam me dando 22, 23 e acreditem já me deram 20! Hehehe estou bem. Enfim, eu só queria fazer esse registro, eu adoro fazer aniversário, afinal é o meu dia. O único dia só meu no ano. Estou aceitando presentes como livros, tatuagens, T-shirts criativas, etc.


Rafaela Valverde

Invasões

Imagem da internet
E quem diz que é amor
Sabe o que o amor?
Sabe onde bate a dor?
É ilusório esse sentimento
Chamado amor
Já é sabido
A dor é causada pelo amor
O amor causa dor
Dor e amor se misturam
Se combinam
E batem aquele papo no final
De todas as noites
Noites de lágrimas
Noites de saudade
Noites de estupidez
Que se redundem tudo que
Aqui é dito
Pois a redundância
Pesa na lembrança
Fixa na mente
Para não mais esquecer
Bate com açoite
Esse tal desse sentimento
Que vocês já sabem
Não vou ficar a me repetir
Sai pra lá!
Não vou mais me iludir
Que fique repetitivo
Não estou nem aí
Para você que diz que é amor
Sem saber
Onde bate a dor
A minha dor!
Oh! Agora você já sabe
Como esse sentimento me invade!




Rafaela Valverde

terça-feira, 12 de abril de 2016

Filme O segredo dos seus olhos

Imagem da internet
No final de semana vi o filme argentino O segredo dos seus olhos, do diretor Juan José Campanella. Conta com os atores Ricardo Darín, Soledad Villamil, Pablo Rago e outros. O filme é um drama e foi lançado em 2010, tendo duas horas e nove minutos de filme e por esse motivo, eu evitaria assistir ultimamente devido a minha falta de tempo. Mas já tinha ouvido falar tanto desse filme e ele sendo argentino resolvi assistir. 

Então, o filme é forte. O filme é ótimo, eu vou logo dizendo. É um dos melhores filmes que já assisti até hoje, de verdade.  Foi indicado ao Oscar como melhor filme estrangeiro.E é argentino, né? Adoro. Mas enfim, o filme traz a história de Benjamim Esposito (Ricardo Darín), oficial de justiça recém aposentado que decide escrever um romance sobre um caso elucidado, ou quase elucidado por ele.

O crime havia sido cometido nos anos 1970 e abalou a todos, um estupro e assassinato de uma jovem. Esposito tem um amigo, Pablo Sandoval, com quem trabalha e divide o caso. Além deles ainda há a personagem de Soledad Villamil,  Irene, que é a paixão secreta de Esposito. Juntos, os três trabalham no instigante caso e conhecem o marido da jovem morta que nutre um terrível sofrimento.

O filme tem amor, tem suspense, tem mistério e o filme tem um homem com o pênis de fora! (rsrsrs) Coisa incomum de se ver, né? Pois vejam o filme! Tem um final surpreendente e as cenas são intercaladas: presente e passado em quadros muito bem feitos. Gostei bastante. Indico o filme!


Rafaela Valverde

Creme Multifuncional Yamasterol com Queratina

Imagem minha
Comprei finalmente o Yamasterol rosa, que é um crme funcional com queratina da Yamá. Ele é bem indicado para fazer co-wash,  o que não é meu caso. Mas ainda assim eu gosto bastante desses cremes e acho eles básicos para qualquer cacheada. Por ser multifuncional, que significa ser shampoo, condicionador, creme de hidratação e finalizador. Muitas funções.

Além disso é bem barato. O meu de 200 g custou 4,99 e vale a pena. A embalagem traz a indicação que o creme é para todos os tipos de cabelos e promete hidratação, proteção e brilho. Ele tem queratina e  um tratamento completo  para o reequilíbrio dos fios. O creme protege ainda os cabelos do sol, com reaplicações durante a exposição.

Eu usei ele umas duas vezes já. Uma como parte de uma hidratação de aveia e outra como finalização. Fiz uma fitagem descarada, daquelas sem muito capricho e até que gostei do resultado, pois deixou os cachos bem definidos e ainda deu volume. Como é um creme leve, seca rápido e traz volume mais facilmente. Eu gostei bastante da consistência, já que ele não é muito ralo e quase chega a consistência de uma máscara. Amei o cheiro. O Yamasterol mais cheiroso que já usei. Recomendo.


Rafaela Valverde


sábado, 9 de abril de 2016

Casting Creme Gloss da L 'oreal

Imagem da internet
E depois de umas cagadas que fiz essa semana para tentar tirar o preto e não conseguir, eu resolvi continuar a ser morena mesmo. Já que é para ser morena, vamos ser. Eu tentei tirar o preto com uma decapagem mais leve da marca Alfaparf, mas não retirou e ainda abriu a raiz que já estava bem natural. O cabelo ficou ridículo com a frente amarela e as pontas pretas.

Enfim, graças a Deus, eu consegui consertar e cá estou eu de cabelo pretão de novo. Eu faço minhas coisas no cabelo em casa, mas nem sempre dá certo. É o que quero deixar claro aqui. Você pode fazer mas tem que saber dos riscos e assumí-los.Não tem jeito. O que resta é saber consertar. Como o cabelo ficou bem ressecado e é claro que sempre danifica eu resolvi comprar uma coloração sem amônia, para não ficar careca, né?

Então, eu nunca havia usado essa coloração, a Casting creme Gloos da L'oreal. Mas minha mãe só usa ela e como é sem amônia e fiquei com medo de ficar sem cabelo, eu resolvi comprar. Fora que a tintura anterior, apesar de fixar bem, estava mudando um pouco as formas dos meus cachos, acredito que era por causa da amônia. Ela custou 22,00 e é muito fácil de aplicar. Ainda tem um condicionador fixador que é usado no momento da aplicação e dez dias após.

O cheiro é bem gostoso e leve e não tem aquela coisa forte de química, tem cheiro de salão! É isso, eu gostei muito e só usarei ela agora. Quanto a duração eu venho falando aqui com vocês ao longo dos dias, o quanto que ela desbota. Só lembrando que o preto é bem mais difícil de sair e desbotar. É isso. as cenas dos próximos capítulos vocês verão em breve.


Rafaela Valverde


Filme O jogo da imitação

Imagem da internet
Ontem finalmente vi o filme O jogo da Imitação. Ele traz a história real de Alan Turing, um gênio matemático inglês. O filme foi lançado no início do ano passado e conta com os atores Benedict Cumberbatch, Keira Knightley, Matthew Goode entre outros. Há um maior tempão esperava para ver esse filme.

O pano de fundo do filme é a Segunda Guerra Mundial e Alan é considerado o pai da computação moderna. Ele era gay e esse foi, além da da sua genialidade, um dos motivos pelos quais a vida dele não foi lá essas maravilhas todas não. A homossexualidade era vista como doença e até crime e assim Alan foi enquadrado, tendo que arcar com as consequências de ser quem ele era. Apenas por isso.

 Mas a sua genialidade esteve além, ele criou uma máquina que descifrava mensagens criptografadas enviadas pelos alemães durante a guerra, mas antes disso ninguém acreditou nele. Ele teve que lutar para vencer e acabar com a guerra, salvando da morte milhões de pessoas. Ele teve ainda que passar obrigatoriamente por um processo de castração química para "deixar de ser gay" , se suicidando após um ano de tratamento. A interpretação de Benedict Cumberbatch é colossal, ele dá um show e o filme é muito bom. Recomendo! Para quem gosta do gênero.



Rafaela Valverde

sexta-feira, 8 de abril de 2016

Luxúria nossa

Imagem da internet
Eu te olhava enquanto você dormia e tentava decifrar sua beleza. Você respirava tão calmamente,  de forma tão serena que nem parecia que a noite anterior havia sido tão intensa e tão picante. Foi uma das melhores noites dos últimos tempos, já que esperava por você. Eu esperava que você viesse dormir comigo há anos.

Acariciei seu cabelo enquanto lembrava dele grudando em todo o meu corpo por causa do suor. E como suamos! Como nós passamos de um lado para o outro, de cima para baixo. Muitos movimentos. Movimentos de lascívia. Nosso corpo todo sendo usado para proporcionar prazer. Prazer do dedo à língua. Língua essa que percorreu todos os cantinhos erógenos possíveis. Preliminares. Clímax.

Nossos movimentos se sincronizavam perfeitamente. Nos encaixávamos muito bem. Pernas roçando, outras coisas também... Pulinhos, gritinhos, rebolados. suor, fluídos. Não temos pudor, nunca tivemos. Para que isso quando há apenas a gente dentro de um quarto ou em qualquer outro cômodo? Estamos sem qualquer tipo de limitação. Tudo fica lá fora. Aqui dentro só existe eu e você. Nossos corpos, nosso prazer.

Sempre achei uma pena você ter demorado tanto para voltar, para vir dormir comigo. Não aguentava mais de saudade. Acaricio seu rosto e lembro de você me chupando como ninguém nunca chupou. Você faz isso com tanto prazer, que eu sinto prazer em olhar você, a safadeza na sua cara quando esta com ela entre as minhas pernas.

Um tesão tão grande se apodera de mim nessa manhã de domingo, mas você não acorda, apesar da minha agitação. Ainda bem, eu enrubesceria. Não tenho costume que alguém me veja acordando com tesão. Viro de costas para você e me encaixo como uma conchinha. Uma fração de segundos depois você acorda e enfia a mão dentro do meu short de dormir. Começa a trabalhar deliciosamente e ali eu me deixo levar. Sim, será um domingo na cama! 



Rafaela Valverde

Poética - Vinícius de Moraes

Imagem da internet
De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
— Meu tempo é quando.


Vinícius de Moraes





Rafaela Valverde

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Como tenho cuidado do meu cabelo

Foto: eu né, gente? kkkk
Quero falar um pouco sobre cabelo. Ultimamente estava notando que a raiz do meu cabelo estava ressecada. Sim, bem feia e ressecada, destoava das pontas por causa do frizz que era muito. Passei a perceber que era porque eu não passava creme de pentear na raiz. Claro que eu passei a não passar seguindo dicas da maioria das cacheadas que acompanho. Mas essa dica não dá certo para meu cabelo.

Por isso digo sempre para que vocês tentem adaptar as dicas aos cabelos de vocês. Cada cabelo é único e o que funciona para mim pode não funcionar para vocês. Então, a questão de não aplicar produtos na raiz é porque há a possibilidade de criar caspas, mas eu nunca tive esse problema e como meu cabelo ficou com a raiz tão ressecada, decidi passar sim. E melhorou viu! Está bem melhor e eu continuo cuidando.

Cuidados com o cabelo nunca são demais e eu sempre hidrato. Hidratação também nunca é demais. O segredo é enluvar bem e envolver em um plástico, pode ser touca ou um saco plástico mesmo. Agora há pouco fiz uma hidratação com aveia, óleo de amêndoa, e yamasterol rosa (depois falo sobre ele) e finalizei, após retocar a raiz. Agora estou na frente do ventilador para secar, já que já é noite e eu não vou sair mais. Tenho secador, mas evito usar, primeiro porque eu odeio aquele ar quente e segundo para não estragar o cabelo.

Uma outra dica é que eu não seco meu cabelo com toalha felpuda. O atrito desse tipo de toalha é maior, ela retém mais a água do cabelo deixando o mais ressecado e aumenta o frizz, já deixei de usar esse tipo de toalha para meu cabelo há anos! Uso uma camisa de algodão e estou satisfeita. Desembaraço meu cabelo somente com ele molhado, com condicionador ou hidratação. Cabelo seco, ou pouco molhado nunca!

É importante também cortar periodicamente as pontas do cabelo para que ele tenha mais balanço, vida e leveza. Eu mesma corto o meu em camadas. Ah, uma coisa que as pessoas em alguns momentos falam sem saber é que a água em excesso estraga o cabelo. Claro que tudo em excesso estraga né? Mas o nosso cabelo cacheado, principalmente, adora água. Pelo menos o meu. As pontas dos nosso cachos são ressecadas por si só e é claro que precisam de hidratação né? Eu sempre passo água com creme nas pontas quando passam uns dias e ele está ressecado. Enfim, vai de cada pessoa.

Por último gostaria de falar novamente sobre uma coisa que na verdade eu não sinto uma diferença assim tão grande, mas pode ser pelo fato de eu sempre fazer, então eu não sei como  cabelo fica sem, mas eu sempre durmo com uma camisola de cetim envolvendo o travesseiro. Isso claro ajuda a diminuir o atrito, consequentemente o ressecamento e o frizz. Enfim, essas são algumas dicas para os cabelos de vocês que podem ser cacheados ou não. E são algumas das coisas que faço no meu cabelo. Ah gente, vocês viram minha franja? Eu que fiz! Hahahaha



Rafaela Valverde

terça-feira, 5 de abril de 2016

Parem de pedir nudes, agora!

Imagem da internet
Essa coisa toda de redes sociais como WhatsApp, Facebook junto com toda essa facilidade de WiFi, envio de fotos e arquivos de forma rápida e fácil acaba muitas vezes sendo chata. Não viveríamos mais hoje em dia sem essas coisas. Mas às vezes, enchem o saco. Eu tenho uma relação meio que conturbada com as redes sociais e só fui ter tudo isso quando já era a maior febre. Sempre fui a última a aderir às redes.

Tenho uma péssima relação com o Tinder, por exemplo, que é usado para arrumar alguém para trepar, pode se dizer assim. Já excluí e instalei mil vezes e já no meu celular novo eu já instalei e já excluí. Como na maioria das vezes só conheci trastes, nos últimos tempos estava usando ele para me divertir. Sim, ria dos perfis e das fotos sem noção.

Bem, mas fiz essa introdução apenas para ilustrar a minha já cansada relação com tudo isso. Mas hoje quero falar mesmo sobre os pedidos de nudes de alguns homens babacas com os quais tenho que lidar. Tem uns que parecem que não têm mais o que fazer e não têm outro assunto a não ser pedir nudes. É chato, incomoda. Além de que isso é considerar a mulher que está do outro lado apenas um corpo, um objeto.

Eu tenho achado isso ultimamente bem nojento. Na verdade eu sempre me senti meio incomodada em mandar esse tipo de fotos, mas até mandava sem o rosto, etc. Mas agora, me irritei tanto, uma pessoa me irritou tanto que eu desisti e bani essa merda da minha vida. Não mando mais esse tipo de foto para ninguém.

Essa pessoa, em todas as conversas no WhatsApp pede fotos minhas e já usou o termo "caridade", é mole? "Faz uma caridade e me manda uma foto sua aí, gata." Que idiota! Eu fico com tanta raiva que esse aí nem vai mais ver a minha cara. Eu só digo uma coisa para vocês queridos: parem! Isso não é nada agradável. Nenhuma mulher gosta dessa insistência, se ela não mandou é porque não vai mandar, portanto parem de pedir.

Acham que vão vencer pelo cansaço, pela insistência. Não vão. A gente vai continuar achando vocês muito chatos. Querem ver a nossa "pepeka", sejam homens e queiram ver pessoalmente. Agora, ficar nessa idiotice de pedir nudes e fotos das partes íntimas, ou de "como está vestida agora" é um saco. Apenas parem. É deselegante e é falta de educação.

Eu por exemplo, não tenho nenhuma pretensão na vida de ser motivo de punheta de homens grandes idiotas, que não sabem fazer sexo direito e por isso não transam com ninguém. Não transando com ninguém, na primeira oportunidade que têm de conversar com uma mulher ficam nessa de pedir nudes todo santo tempo, todo santo dia. Isso enche meu saco e como a playboy não tem mais a glória de antes, vou mandar que vocês vão pegar um corpo-objeto-qualquer para se divertir no banheiro, lá na internet, ok? Conhecem o Google? ótimo, tem várias mulheres nuas lá! Meu corpo não!



Rafaela Valverde
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...