sábado, 28 de abril de 2012

A constitucionalidade das cotas e o negro no Brasil

No dia 26/04 o Superior Tribunal Federal  decidiu que o sistema de cotas para negros em universidades públicas é constitucional. Algumas Universidades brasileiras já aderiram às cotas a algum tempo. Mas agora deverá ser oficial.  O tribunal decidiu que  as políticas de cotas em universidades públicas são importantes para corrigir a herança de discriminação racial, deixada pela escravidão.


Foram dois dias de julgamento e a votação favorável foi alcançada por unanimidade, com dez votos. O que será pautado agora no Tribunal é a cota que além de beneficiar pessoas negras, beneficiará também oriundos de escolas públicas. Os dois critério estarão combinados.

Dos onze ministros, apenas um não votou pois alegou que já havia se pronunciado a favor das cotas anteriormente, foi Dias Toffoli, quando era advogado geral da União. Uma coisa que eu não sabia é que o sistema de cotas, é de caráter provisório, e que deve ser utilizado por todas as instituições de ensino e não só por universidades.

De acordo com a Advocacia- Geral da União, 13 universidades brasileiras possuem políticas de cotas e outras 20 combinam com a condição social do indivíduo para fazer a seleção. 

Apesar de o sistema de cotas já ser realizado em diversas universidades, essa foi uma grande conquista em minha opinião, por que agora se evidencia a necessidade de reparação e admite- se que existe racismo em nosso país sim. Por que o comportamento e os discursos que ainda existem em nosso país é que não existe racismo, não somos um povo racista que discrimina e que segrega afro-descendentes e indígenas. E se não existe racismo, para quê então combater? Como vamos combater o que não existe? Assumir isso é essencial para uma efetiva reparação e igualdade de direitos. Somos todos iguais!

Antes eu era contra as cotas raciais e defendia mais as cotas sociais e de escola pública. Porém com o passar do tempo, entendi e percebi que se não se dá educação ao povo, não dá consciência política, não incentiva a leitura, não se ensina a história e cultura africana em sala de aula, não se ensina tolerância religiosa, ou seja não há investimento sócio- cultural a longo prazo, então tem que realmente haver esse tipo de ação, mais pontual, mais efetiva e rápida. Mas deve sim haver um caráter temporário, pois subentende- se que em algum momento há de melhorar a educação e condição dessas pessoas, para que elas não precisem de cotas.

Afinal de contas, com a miscigenação do nosso país, não acho justo que a maioria da população, tenha que sofrer por causa de características físicas e cor da pele, pois fica até difícil dizer quem é negro. Temos várias misturas, influências de etnias e culturas, mas com certeza uma das mais marcantes e importantes são as do continente africano, principalmente aqui na Bahia.

Se o governo quer nos manter na ignorância, não nos dando conhecimento nenhum sobre esse continente, e continua dando mais valor ao eurocentrismo, mesmo com a lei 10. 639/03 que obriga as escolas de ensino fundamental, particular e pública ensinarem a história e cultura afro- brasileira e africana, então nós auto- didatas que queremos verdadeiramente combater essas discriminações e desigualdades, devemos conhecer e estudar com afinco a África, sua história, sua cultura, entender o seu valor, a sua importância no mundo, a verdade sobre as suas religiões e não apenas ficar no senso comum achando que o continente é um país que só tem AIDS e fome.

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Ganhei a biografia de Adele

Oba, ganhei a biografia de Adele! Meu amor que me deu de aniversário! Amei e estou lendo junto com todos os outros livros e textos. Eu vou dar conta, eu sempre dou.

São fotos caseiras, viu?

Algumas fotos do livro!










quarta-feira, 25 de abril de 2012

Postagem básica

Ontem foi a minha primeira aula como monitora. Nem queiram saber o quanto estou atolada de livros para ler. Livros, textos, fichamentos para fazer, etc, etc, etc. Tenho textos das disciplinas que estou pegando,os textos da monitoria. E na disciplina de Letramento e Alfabetização, tenho até um trabalho interessante para fazer. Uma coleta de escrita, ou uma coleta de leitura. Vou falar um pouco sobre a coleta de escrita. Escolheremos uma criança em processo de alfabetização e entregaremos a ela uma folha com figuras de animais,  e a criança vai escrever como ela acha que é o nome de cada animal. Não devemos interferir. Achei fantástico esse trabalho. E com certeza vou fazer com prazer. O trabalho de monitoria não é nada fácil e se engana quem pensa que é. Tenho que afinar meu pensamento com o do professor, ler bastante, ser agradável com a turma, auxiliar o professor em diversas atividades como o levantamento de textos, etc, etc. Nem vou fazer uma postagem muito grande hoje pois tenho que adiantar minhas leituras.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Aniversário, São Jorge e Aprovação na bolsa de monitoria

Hoje é o meu aniversário, como eu já falei ontem. E eu amo a ideia de ter nascido nesse dia. Um dia tão forte como esse. Me sinto fortalecida, me sinto guardada. Guardada por São Jorge. Pois, é não sou religiosa, não tenho religião nenhuma, eu apenas acredito em Deus, mas tenho uma ligação muito forte, não com o santo em que ele foi transformado, mas com  o homem destemido que ele foi.  Bom, o fato é que eu não poderia ter nascido em nenhuma outra data. E ainda por cima hoje é o dia internacional do livro. Não acho que seja mera coincidência. Aliás eu nem sei se existem coincidências!
Agora quero compartilhar uma coisa. Fui aprovada em uma seleção de monitoria em História e Cultura Afro-Brasileira e Africana e agora sou bolsista. Não tenho nenhum tipo de experiência assim. E vou ter uma reunião amanhã com o professor, mas a monitoria propriamente dita começa na Quarta -feira à noite. Estou em uma expectativa muito grande. E desde que fiz essa disciplina há dois semestres atrás, senti a necessidade de aprofundar os conhecimentos da disciplina e do assunto com um todo. Gosto desse assunto e essa obrigatoriedade do ensino da História e cultura africanas devem ser aprofundadas por todos nós futuros docentes. Bom, é isso.E mais políticas públicas devem acontecer para acabar com o racismo em nosso país! Vou atualizando a minha monitoria ao longo do semestre e das minhas leituras.

domingo, 22 de abril de 2012

Pais e filhos - Legião Urbana


Como amanhã é o meu aniversário e essa música é muito marcante na minha infância e na minha vida. Segundo minha mãe, eu bem pequenininha cantava essa música adaptada a minha realidade, é claro. 
Cantava assim:
"Eu moro com a minha mãe, mas vovó e papai vem me visitar..."  Menina prodígio?
Estátuas e cofres e paredes pintadas
Ninguém sabe o que aconteceu.
Ela se jogou da janela do quinto andar
Nada é fácil de entender.
Dorme agora,
é só o vento lá fora.
Quero colo! Vou fugir de casa!
Posso dormir aqui com vocês?
Estou com medo, tive um pesadelo
Só vou voltar depois das três.
Meu filho vai ter nome de santo
Quero o nome mais bonito.
É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Porque se você parar pra pensar
Na verdade não há.
Me diz, por que que o céu é azul?
Explica a grande fúria do mundo
São meus filhos
Que tomam conta de mim.
Eu moro com a minha mãe
Mas meu pai vem me visitar
Eu moro na rua, não tenho ninguém
Eu moro em qualquer lugar.
Já morei em tanta casa
Que nem me lembro mais
Eu moro com os meus pais.
É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã
Porque se você parar pra pensar
Na verdade não há.
Sou uma gota d'água,
sou um grão de areia
Você me diz que seus pais não te entendem,
Mas você não entende seus pais.
Você culpa seus pais por tudo, isso é absurdo
São crianças como você
O que você vai ser,
Quando você crescer?

O cinza da tarde

Mais que um convite
É também um desejo.

Revelável, claro...
Nas gotas d água que transitam
Pela janela abaixo.
Esse querer deitar- se
Cobrir- se com lençóis perfumados
Pensar só em mim...
Nada mais é do que uma fuga e recolhimento.

Também meus olhos já deram sinal disso
Fecham, fecham, abrem e fecham
Em movimentos coniventes com meu desejo.

Aldo Aquino

sábado, 21 de abril de 2012

O tratamento dado às mulheres pelas novelas da Globo

A imagem que nossa sociedade tem das mulheres ainda é a pior possível. E isso vem sendo reproduzido e confirmado diariamente, principalmente nas novelas globais. Por que depois de Fina estampa ter acabado daquele jeito e junto com ela ter levado Aquele beijo, onde já se perpetuava ideias de submissão e inferiorização feminina, agora em substituição temos Cheias de charme e Avenida Brasil. A primeira, novela das sete, apesar de trazer três mulheres, empregadas domésticas e uma negra entre elas, tem sido meio apelativa no sentido de querer ser popular e traz uma advogada Lygia vivida por Malu Galli, trabalha na empresa de advogacia do Dr Sarmento vivido por Tato Gabus Mendes, e é constantemente colocada em seu lugar de mulher, por ele. Ela é esposa, mãe de dois filhos, é advogada e luta para ser reconhecida na empresa, mas seu chefe vive lembrando que ela é mulher e que portanto deve se manter em seu lugar. É claro que isso é dito nas entrelinhas com as atitudes dele. 

Ela queria pegar um caso importante, mas ele lhe deu um caso puramente doméstico da briga da cantora Chayenne ( Cláudia Abreu) e sua empregada (Tais Araújo). Será que ela não teria mesmo capacidade para pegar o outro caso? O chefe ainda falou que ela era dona de casa, então ela saberia muito bem como agir nesse caso, como advogada. No capítulo de ontem, ela pediu demissão, mas vou continuar acompanhando.

Avenida Brasil não fica atrás não e penso que a situação é ainda mais gritante. A primeira coisa é a personagem de Isis Valverde, Suelen, que passeia entre os cenários populares na novela, com um vestido curto e justo, salientando seu belo corpo, com uma música sensual ao fundo. Ela sai para caçar! E é criticada pela maioria dos homens que não conseguem "pegá-la". Por que o homem "pirigueto" não é tão criticado assim? Por que para esse tipo de homem, esse comportamento é considerado normal, enquanto as mulheres são execradas? E não só por homens, por mulheres também. A cena que foi ao ar ontem, foi a cena onde ela se muda para a casa de seu ex patrão, (por que motivo eu não sei, já que ela tem casa!!) e vira cozinheira da casa. Olha a cena: Três homens sentados à mesa e ela de pé perguntando se eles gostariam de mais alguma coisa para comer no café da manhã, que ela ia fazer.Fica ressaltado que é esse o papel da mulher, fazer café da manhã para seus homens, que são dependentes dela, e ao mesmo tempo precisa do teto para morar, então que fazer algo de útil em troca!

Outro núcleo absolutamente machista, falso moralista e antiquado na novela, e onde a hipocrisia, a mentira e infelicidade imperam, é o núcleo onde está Nina, a protagonista vivida por Débora Falabella, Carminha personagem de Adriana Esteves,e o casal cheio de conflitos que são Murici, Eliane Giardini e Marcus Caruso que faz o Leleco. Um casal bem estável, mas que por ciúmes se separa. Ele vai viver com uma menina, mais nova que os próprios filhos dele e que acabou de conhecer, e em seguida ela é pedida em casamento por um rapaz,  também mais novo, só que um velho conhecido da família e apaixonado por ela desde a infância. E o leva para dentro de casa.

Pois quem é que está sendo criticada por colocar o rapaz em sua vida? Ela, a mãe, a mulher. E por que o pai que é bem mais velho que  a namorada também e já tem até cabelos brancos, não recebeu nenhuma crítica dos filhos? Só quem foi mais uma vez crucificada foi a namorada dele. Sempre a mulher não. é? No capítulo de ontem, Leleco ainda invade a casa da ex mulher para bater no namorado dela. E os filhos sempre dizem: "Mãe, você não pode casar com esse homem..." E ninguém foi falar o mesmo para o pai. O que acontece? Acabamos interiorizando esses discursos e trazendo para dentro de nossas casas e criando os nossos filhos com essas mentes atrasadas herdadas pelas sociedades exclusivamente patriarcais, onde as mulheres são inferiores e pronto!


Só mais um exemplo de machismo absurdo e comportamentos de inferiorização da mulher, dessa novela, que assistimos, mas que devemos estar atentos a esses detalhes. Para fechar, quero chamar atenção a mais um detalhe: A secretária que trabalha para esse núcleo da novela mais especificamente secretária do salão de beleza da família, foi demitida pela mulher de Max, Marcelo Novaes, por supostamente ter dado "trela" a ele, quando ELE deu em cima dela. Como se a culpa fosse dela, e só dela. Como se ela tivesse dado liberdade a um homem casado e correspondido a sua paquera. Quem devia fidelidade à esposa? Quem deveria ser criticado e sofrido as consequências? O marido, o homem, mas como sempre a vítima algoz tem sempre o sexo feminino em nosso país, e enquanto essas cenas continuarem a ser gravadas e exibidas é assim que vai ser, infelizmente.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Comendo o que gosta - Aldo Aquino

Comer é bom
Comer é ótimo
E se a comida for gostosa
Melhor ainda.

E com fome...
Torna-se incomparável.

E se for do nosso país
Da nossa casa
Da nossa mãe
De um amigo
Não faltarão palavras de puro prazer.

Por certo, as mais requintadas
Aquelas que se confundem
Com lâminas d'água mimando na boca.


Fonte: Expresso 18- Caderno Cultural - Ano III- Março 2012

O poeta Aldo Aquino

Aldo Aquino é um poeta baiano que eu descobri hoje natural de Jaguaripe, é professor da UNEB, Campus II que fica em Alagoinhas, mas também já atuou dando aula para Ensino Fundamental e Médio. Atua com o componente curricular História, Cultura e Literatura Afro- Brasileira e Africana.

"Sob tensão e catarse do mundo contemporâneo, o autor deixa- se visitar pela poesia do cotidiano, e, com ela caminha pelas avenidas, ruas, esquinas, becos, vielas e guetos de mundos libertários que se manifestam em nome da vida.
Nesse nomadismo rural e urbano, desenha sua escritura com temas e assuntos negados pelos sistemas de dominação, que fazem mal ao homem e as estrelas que têm a poesia como forma de luta e libertação."


Fonte: Expresso 18- Caderno Cultural - Ano III- Março 2012





quinta-feira, 19 de abril de 2012

Roda viva - Chico Buarque


Tem dias que a gente se sente
Como quem partiu ou morreu
A gente estancou de repente
Ou foi o mundo então que cresceu...
A gente quer ter voz ativa
No nosso destino mandar
Mas eis que chega a roda viva
E carrega o destino prá lá ...
Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...
(Chico Buarque)

Coisas novas todo dia

Estou acrescentando alguns blogs super bacanas que falam sobre vários assuntos, mas principalmente sobre educação, feminismo, política e todos esses assuntos sérios que nós pessoas inteligentes adoramos. Esses blogs estão na lista na parte direita inferior do blog. Fiquem atentos também ao Eu indico na parte superior, onde por enquanto estou com aquelas listas de filmes e livros, mas depois vem mais coisa. Tenho pesquisado muita coisa, lido muitos blogs nesses dias de relativa calmaria, onde não tenho emprego nem aulas na faculdade e muito menos trabalhos que tomem o meu tempo. Os afazeres domésticos já são suficientes, mas não chegam a me deixar muito cansada e sem tempo não. O meu intuito é melhorar sempre a aparência do meu blog e não só de aparência de vive, é preciso conteúdo também não é?

quarta-feira, 18 de abril de 2012

Filme Espelho, espelho meu

Ontem eu fui ver o filme Espelho, espelho meu, com Julia Roberts. É uma comédia leve e discreta, um filme razoável. Julia é a madrasta da Branca de Neve, possui um álter ego dentro do espelho que é mais sensata que ela. Foi a primeira vez que fui vê- la no cinema. E sou suspeita para falar mas ela está ótima nesse filme, com vários olhares sarcásticos ao longo da trama, e a mesma graça de sempre. Leve, única e linda. Essa é Julia Roberts, que está mais uma vez mostrando que não foi só a linda mulher do cinema, mas continua mostrando que realmente é uma ótima atriz. A atriz que faz a Branca de Neve, Lily Collins também é bem bonita. Com uma beleza, eu diria  brasileira, apesar da pele tão branca, mas com um cabelo bem escuro e sobrancelhas grossas. O príncipe, ai ai o príncipe é uma coisa. O ator é  Armie Hammer, eu não conhecia ele , mas ele é muito lindo! Gostei muito do filme. Os sete anões são ótimos e o filme apesar da história já é tão conhecida nossa, então não teve muitas surpresas além da história original, porém várias coisas engraçadas me chamaram atenção como o fato de os anões serem ladrões e andarem em cima de umas pernas gigantes para intimidar as vítimas. Outra coisa engraçada foi o feitiço que a madrasta má jogou no belo príncipe, fazia ele amá-la, mas era um amor de cachorro que venera sua dona, lambe, brinca com galho e se joga em cima das pessoas. O filme é bem lúdico com uma boa fotografia e ótimos cenários. E além disso foge de vários estereótipos, pois o príncipe aparece de roupas de baixo em algumas cenas do filme e Julia com a sua madrasta má vaidosa e gananciosa, claramente dá em cima dele e o elogia. Outra quebra de estereótipos foi em relação ao papel da mocinha, da princesa. Pois ela é quem beija o príncipe para liberá- lo do feitiço, até senta no colo dele antes do beijo. Coisa que não é muito comum em filmes do gênero.Ah já ia esquecendo que a Branca de Neve é bastante esperta, já que até recusa uma maçã da bruxa.Eu indico o filme.

Em que acreditamos

Aqui estou eu de novo e estou aqui na internet pesquisando algumas coisas e vi um texto que eu gostei muito, mas eu não sei se ele é realmente de Buda, como está dizendo no site. Mas esse texto combina muito comigo, por que eu penso exatamente assim. Temos que rever em alguns casos o nosso conceito de vida, de pessoas com que andamos e as coisas em que acreditamos. Por que tem gente que acredita em tudo o que vê, acredita em tudo o que lê sem contestar e acredita em tudo o que lhe falam. E acabam virando pessoas alienadas, focadas apenas em coisas que seque existem.
Bom, esse é o texto:

"Não acredite em algo simplesmente porque ouviu. Não acredite em algo simplesmente porque todos falam a respeito. Não acredite em algo simplesmente porque esta escrito em seus livros religiosos. Não acredite em algo só porque seus professores e mestres dizem que é verdade. Não acredite em tradições só porque foram passadas de geração em geração. Mas depois de muita análise e observação, se você vê que algo concorda com a razão, e que conduz ao bem e beneficio de todos, aceite-o e viva-o."
  Buda

Fonte: http://pensador.uol.com.br/reflexao/

terça-feira, 17 de abril de 2012

A poesia da vida

Há poesia em tudo. É verdade. É preciso ter um olhar atento para identificar a poesia que existe na vida. No dia a dia, no que há de mais chato na vida, nas cidades, é possível encontrar frações de segundos pelo menos de beleza, de arte, de poesia. Em pleno estresse da cidade grande, com o rudeza do asfalto, o ar poluído, pessoas mal- educadas, falta de estrutura, no ônibus lotado, na falta de áreas verdes e locais de lazer, fica difícil não entrarmos na onda de desânimo, mas é possível reverter a situação e encontrar momentos bonitos em nossos cotidianos. Sou muito observadora e percebo alguns detalhes: uma mãe sendo carinhosa com um filho, escutando atentamente o que ele fala (isso é uma coisa rara viu?), um pássaro pousando em uma flor e cantando... Cenas como essas agente encontra sim em nossas ruas. O que temos que fazer para encher os nossos olhos de poesia, de beleza, de ludicidade, de amor à vida. Com certeza é muito difícil, agente só aprende isso aos poucos, com a prática, mas a vida se torna muito mais gostosa, quando passamos a enxergar nas entrelinhas, passamos a enxergar algo de bom nas coisas ruins. Não é papo besta com excesso de otimismo, quem me conhece sabe muito bem que sou bem realista e não acredito em otimismos inúteis. O fato é que compreendi que não adianta ver apenas as coisas ruins, como todas essas coisas que eu citei acima. Eu busco sempre olhar em volta, tentar sair um pouco da realidade, ver o romântico, o poético, o bonito dentro de cada estresse diário, dentro de cada situação complicada...
É claro que de minha parte rola um palavrãozinho para acalmar, mas sempre recobro o consciência (kkk) e racionalmente ajo da melhor forma possível para contornar e olho sempre para os lados. Pois é, essa é uma boa dica: olhe para os lados. Assim você vai poder ver coisas mais belas, menos agressivas e que vão te ajudar a relaxar. E isso funciona, viu? Sempre faço isso.

Não se mate - Carlos Drummond de Andrade

 Carlos, sossegue,
 o amor é isso que você está vendo:
 hoje beija, amanhã não beija,
 depois de amanhã é domingo e
 segunda-feira ninguém sabe o que será. 
 Inútil você resistir ou mesmo suicidar-se. 
 Não se mate, oh não se mate,
 reserve-se todo para as bodas
 que ninguém sabe quando virão, 
 se é que virão. O amor,
 Carlos, você telúrico,
 a noite passou em você,
 e os recalques se sublimando, 
 lá dentro um barulho inefável, 
 rezas,
 vitrolas, santos que se persignam,
 anúncios do melhor sabão, 
 barulho que ninguém sabe de quê,
 pra quê. 
 Entretanto você caminha melancólico
 e vertical. Você é a palmeira,
 você é o grito que ninguém ouviu no teatro 
e as luzes todas se apagam.
 O amor no escuro, não, no claro,
 é sempre triste, meu filho,
 Carlos, mas não diga nada a ninguém,
 ninguém sabe nem saberá.  


Fonte: http://www.mensagenscomamor.com/poemas_e_poesias_de_carlos_drummond_de_andrade.htm

Leitura da revista da FAEEBA, e o artigo científico como tipo textual

Quero falar um pouco sobre a revista da Faeeba, Faculdade de educação do estado da Bahia. A minha faculdade. É uma revista financiada pela Petrobrás e conhecida mundialmente no mundo acadêmico. Tenho dois números, o Educação e Leitura e o de Desigualdades sociais. No momento estou lendo alguns artigos, os que mais me interessam, a maioria na de Educação e Leitura. São artigos ricos teoricamente, com teóricos reconhecidos mundialmente em suas áreas. Esses artigos são frutos de pesquisas de pós- graduação, como mestrados. E a agora a nossa revista é QUALIS A2 avaliação de período da Capes, que é um órgão de pesquisas federal. Está em destaque nas áreas universitárias brasileiras. Bom, eu não sei exatamente o que significa esse QUALIS A2, mas minha intenção ao escrever aqui é divulgar a nossa revista do departamento de educação da UNEB. A qualidade das pesquisas que são realizadas em nossa universidade e trago a indicação do artigo científico enquanto tipologia textual, pois é um texto que não é conhecido popularmente.

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Novo Blog (Mais Literário, mais poético)

Pronto. Eu juro que essa vai ser a versão definitiva, eu juro! Estava ávida por mudanças. Queria um visual funcional, sério e que ao mesmo tempo tivesse haver comigo. Consegui. O que mais tem a minha cara senão livros? E uma estante cheia deles é melhor ainda. Esse é o meu sonho de consumo, uma estante cheia deles. Por que livros como plano de fundo, como tema? Por que eles estão direta e indiretamente ligados aos conteúdos inteligentes que forem publicados no blog. Sempre estarei ligada em algum livro, seja ele acadêmico ou não. A literatura estará mais presente aqui eu prometo. A poesia também. Eu não gosto muito de publicar meus poemas, por questões de direitos autorais, pois o que você lança na rede não é mais seu não é? Mas eu estou sentindo muita necessidade de trazer a beleza da literatura para o bloguinho.Quero crônicas, contos, poema, literatura de cordel... é... aguardem.  A educação continua firme e forte, pois é o meu assunto preferido. Eu vivo em função dela.Coisas novas irão aparecer sempre. Nesse momento indico as citações no inicio do blog, que sempre serão de escritores famosos, pensadores, poetas, etc. Destaco também os vídeos, que estão selecionados no lado inferior direito. Selecionarei periodicamente vídeos inteligentes, clipes, vídeos engraçados ou filmes.  E estarei sempre trazendo algum gagdet novo, um recurso que seja interessante para quem lê o blog. Espero que gostem e que não me abandonem, pois o que eu quero é melhorar.

domingo, 15 de abril de 2012

Mudanças no blog

Estou sempre a procura de mudanças nesse blog. Pelo menos até ficar satisfeita. Ainda não estou satisfeita com o layout do blog. Sempre estou lendo alguns blogs e sempre dá vontade de mudar. Penso que se continuo tendo essa vontade de mudar, é por que ainda não está bom e eu ainda não estou feliz. Tem sido divertido, porém um pouco duro manter o blog por quase quatro anos, mas a minha vida está dentro dele e ele definitivamente está em minha vida. Por isso quero sempre aperfeiçoá-lo. E gostaria que vocês me desses sugestões que podem ser feitas através do e- mail: coisasecasosfeitosefatos@yahoo.com.br , ou através de comentários também. E não estranhem as mudanças, pois elas serão feitas para a melhoria do nosso cantinho.

Falsa,não. Delicada. Revista Gloss Abril 2012


 

  • "Ah, eu estava com o cabelo preso num coque e ele acabou ficando marcado." - No primeiro encontro não é hora de contar para o paquera que você modelou as madeixas meticulosamente com babyliss, amassou com mousse, enrolou bobes, jogou um spray fixador e finalizou com um anti frizz. Pode assustar.
  • "Pai, vou dormir na casa da Carol." - A-hã, você manda esse sms no meio da balada e acha mesmo que ele vai acreditar ? Mas é melhor isso do que explicar que vai dormir com o amigo da Carol que você acabou de conhecer.
  • "Achei lindo o vestido que você me deu. Pena que não serviu. - Pronto assim você já pode trocar aquele presente sem culpa, amiga.
  • "Esse é o fulano. Ele ficava com a Carlinha." - Você está com o seu namorado e encontra um ex-ficante em quem deu uns amassos em uma balada. A saída é melhor passar a bola para a amiga antes que seu amor pergunte de onde você conhece o cara.
  • "Fiz seu depósito hoje cedo. Ainda não caiu? - Agora saia correndo e transfira a grana que você está devendo para o seu amigo enquanto é tempo! 
  • "Não posso... To naqueles dias." É mais delicado afastá-lo assim do que dizer na lata uma verdade ainda mais apavorante: "To peluda!"
  • "Sim, seu novo corte de cabelo ficou ótimo!" Falar para a sua amiga que o look antigo estava melhor vai fazer os fios crescerem mais rápido por acaso? 
  • Que pena, estou com a glicose alta e meu médico me proibiu de comer doces por um tempo." - Não adianta dizer para a sua avó que você não vai comer o quindin que ela preparou ,porque está de dieta. Avós não se sensibilizam com dietas - mas se importam com a sua saúde.

sábado, 14 de abril de 2012

Dia cheio, cansaço e minhas matérias no quinto semestre

Hoje tive um dia cheio, bem cansativo. Ufa! Ainda bem que agora estou sentada no sofá na frente da TV, escrevendo nesse bloguinho que eu amo tanto. Ontem fui dormir super tarde vendo o filme Amizade Colorida com Justin Timberlake e Mila Kunis,muito bom por sinal. Diferente de muitas comédias românticas que eu já assisti, apesar de manter os estereótipos de comportamento e beleza femininos, que o capitalismo e o machismo insistem em propagar. Sim, mas voltando ao assunto, dormi tarde e acabei acordando tarde também. Ainda mais com a chuvinha de hoje de manhã. Acordei quase às 11:00 tomei café e a chuva caindo. Bateu uma preguiça. Mas eu insisti, tomei um banho e saí. Fui cozinhar na casa de meu pai, depois fui ao mercado. Voltei para a casa de minha mãe, imprimi meu comprovante de matrícula, peguei umas coisas que estavam lá, fui na casa de minha vó ( como vocês estão vendo, fiz a social geral, hoje).
Após a social voltei para casa e fui trabalhar mais: lavei banheiro, coloquei o feijão no fogo, passei roupa, fiz salada de verdura com maionese, assei frango. Estou morta de cansaço. Amanhã outra maratona, já que toda essa agonia é para preparar um almoço para minha sogra que vem almoçar aqui amanhã. Coisa simples, o máximo que teremos no cardápio é um estrogonofe de frango. 
Vou voltar a tomar anticoncepcional, já comprei hoje então não reparem se eu tiver mudanças súbitas de humor, como tinha antigamente. E segunda feira pela manhã tenho uma entrevista da seleção de monitoria de ensino a qual estou concorrendo. pela manhã. E as aulas começam dia dezoito. ( Lá vamos nós de novo!!) Quinto semestre, peguei seis matérias, duas das três que ficaram faltando no semestre que acabou, mais três desse semestre e uma de estágio supervisionado. São elas: Currículo e educação. Estudos Línguisticos e Educação II, Gestão escolar e educacional, Epistemologia e metodologia da alfabetização e letramento, Referenciais Teórico- metodológicos no ensino de artes, e Estágio Supervisionado I. Bom, por hoje é isso. Cotidianamente cotidiano... 

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Aborto de anencéfalos e demais abortos.

Pronto agora é fato: É permitido o aborto de fetos anencéfalos, que são fetos sem uma parte de massa cerebral, ou  sem nenhuma massa cerebral e que não sobrevivem mais que algumas horas após o nascimento.Foi aprovada ontem pelo STF com 8 votos contra dois. Eu nem preciso dizer que já tinha passado da hora. É inacreditável como nesses tempos atuais, no Brasil ainda estejamos nesse tipo de votação, enquanto em países desenvolvidos essa lei já é fato. Mas o fato é que demos esse passo e conquistamos mais esse avanço. Nenhuma mulher deve mesmo ser obrigada a carregar um feto que sequer vai sobreviver, ela vai alimentar o amor  por esse feto, vai sentir todos os efeitos da gravidez, mas vai ter que entender que não vai ter esse filho como seu, não vai criar essa criança. E não significa que se o aborto for liberado, toda mulher vai fazer um. Mas é necessário existir essa opção, afinal de contas é o corpo da mulher. Qual o sentido de submeter as mulheres a esse tipo de coisa, só por causa de dogmas religiosos que nem deveriam influenciar um país que se denomina e é efetivamente  laico. O Estado não pode ser influenciado pela Igreja  e seus dogmas.  Já que a igreja continua ultrapassada em muitos aspectos, principalmente no que diz respeito às mulheres e ao uso de preservativo, por exemplo. Considero a questão do aborto, não só nesse caso de anencéfalos, mas o aborto como um todo, uma questão de gênero, por que como eu disse antes nesse post a mulher deve ter total domínio sobre o seu corpo, e assim como o homem decidir se vai assumir o filho ou não. Para o homem é muito fácil ter a opção de registrar ou não o filho que fez junto com a mulher. Larga a mulher grávida e em muitos casos ela cria o filho sozinha. Então por que a mulher não pode ter a opção de fazer um aborto, por que não quer um filho que o pai também não quis e  não assumir esse erro de não ter prevenido uma gravidez? Por que é sempre a mulher, o corpo da mulher que ficam subjugados e à mercê de decisões dos outros.
Em meio a toda essa polêmica gerada por essa votação de aprovação de aborto dos anencéfalos, ouvi muitos comentários idiotas, porém um me chamou atenção e resume bem essa questão de gênero: " O aborto ainda não foi legalizado em nosso país e gera ainda tanta confusão por que homem não engravida".
Em tempos de sociedade ainda machista e patriarcal essa é a questão principal. Acredito que a mulher deve ter a opção de fazer um aborto sim! Sou a favor, mas isso não significa que faria um, e não significa também que  não deva haver primeiramente e principalmente a prevenção contra gravidez e contra doenças, com anticoncepcionais diversos e preservativos. A descriminalização é o primeiro passo para que se evite tantas mortes em açougues apelidados de clínicas. e para que a mulher tenha mais opções sobre o seu corpo. Outra coisa que entra em questão também nessa discussão é a questão social. Em um país onde não há educação, não há uma boa saúde, há fome, miséria, desemprego, desigualdade, pessoas sem casa, tráfico de drogas, violência, etc., o que é melhor, evitar que um bebê nasça ou deixá-lo nascer e ir para o farol fazer malabarismos para sobreviver e até mesmo entrar nas drogas muito crianças ainda? O fato é que sou a favor, mas defendo ainda várias discussões, onde as mulheres devem participar ativamente para que se estabeleça uma melhor condição social e de gênero e que a igreja não se intrometa em decisões do Estado e muito menos nas vidas particulares de mulheres e homens de nosso país.

Dia do beijo!!

Hoje é sexta-feira 13 e também o dia do beijo. Essa demonstração de carinho, de afeto, de paixão e até a primeira preliminar antes do sexo. É uma delícia não é mesmo? Com os adolescentes há sempre aquela expectativa do primeiro beijo, e nós que já chegamos a idade adulta, sabemos a importância do beijo para a manutenção de um relacionamento sólido, ou o ponto inicial daquela paquera, ou até mesmo como eu falei o início  e o decorrer de uma boa relação sexual. O beijo seja entre casais, seja entre amigos, familiares, etc., é uma demonstração de proximidade, carinho, paixão etc.
De acordo com algumas pesquisas, o beijo acontece desde a Antiguidade onde as pessoas enviavam os beijos aos deuses. Os gregos distribuíam o beijo entre os guerreiros quando eles retornavam da guerra. Os gregos alíás, adoravam beijar, mas ele foi popularizado mesmo pelos romanos. Em latim significa toque nos lábios, mas também pode ser usado como reverência no caso do beijo do anel do papa. 
Muitas artes se apropriam do beijo. O cinema, livros, quadros músicas e até novela. Já que a novela Aquele beijo reverencia esse ato apaixonado e vai inclusive acabar hoje, no dia do beijo. Enfim, beijo não é só um ato de sentimento, é um ato cultural, que em várias países tem configurações e formatos diferenciados. Mas para mim, sempre vai ser um ato sensual, quente e sexy. Adoro! Vamos beijar minha gente!!!

terça-feira, 10 de abril de 2012

O que Tumblr? Dicas para iniciantes.

O que é Tumblr? O Tumblr é um sistema de rede social e micro-weblog que permite aos seus usuários compartilhar links, textos, vídeos, e audio. Como no Twitter, você pode seguir outras pessoas e ver no seu painel de controle (Dashboard) os últimos posts destas pessoas que você segue.


Uma das coisas interessantes é que, assim como no Twitter existe a possibilidade de "Retweet", ou seja, repostar o twit postado por outra pessoa, você pode "reblogar" os posts de outros usuários, ou apenas favoritá-los, e todos podem fazer o mesmo com o seu conteúdo, tudo de maneira muito simples e rápida.

Você pode customizá-lo com temas pré-existentes no próprio sistema ou copiar códigos html já prontos criados por outros usuários e disponíveis em diversos sites pela internet ou, ainda, criar seu próprio layout.

Além disso, o site permite integração com outras plataformas, como o site de bookmarks Del.icio.us, o Digg, ou sites como Wordpress, Blogger, Livejournal, Facebook e Twitter. Você também pode escolher importar feeds de outros sites e weblogs seus ou de terceiros, e escolher se quer que sejam postados apenas como links, imagens, link e resumo.

Eu poderia citar aqui vários bons motivos pra usar o Tumblr, mas em vez disso, sugiro a todos a leitura deste post do Alessandro Martins, com vários links interessantes e 12 bons motivos pra você também usar o Tumblr.

Pros iniciantes, resolvi mostrar aqui como criar e customizar sua página (para ver as imagens em tamanho maior, clique sobre elas, que abrirão em nova aba/janela).

Ao acessar a página principal do site, é muito fácil criar uma conta: você vai preencher os 3 campos que aparecem, na seguinte ordem - seu email, a senha desejada e o nome de usuário que você quer, que será parte de seu endereço no Tumblr, que, então, seráhttp://seunomedeusuario.tumblr.com.

Automaticamente, sua conta será criada e seu login feito e você recebrá um email de confirmação. Uma vez logado, você será direcionado aoDashboard, seu painel de controle
.

Tumblr

A partir dali você poderá postar textos, fotos, citações, links, chat, vídeo ou áudio, clicando nos respectivos ícones. Você pode, também, ajustar as preferências de suas conta, clicando em "Account" e no submenu "Preferences".

Tumblr

Já para customizar, basta clicar ali onde você vê escrito "Customize page", na imagem anterior, ao lado da janela de suas preferências, ou na lista à direita da tela no seu painel de controle.

Na página de customização, no topo, você terá uma barra de ferramentas, sendo a primeira delas chamada de "info". Ali você colocará o título do seu Tumblog, uma descrição sua ou do seu site, fará upload do seu avatar e poderá trocar o endereço do seu Tumblog quando desejar. Feita as alterações, clique em "Save", no alto, à direita, da mesma barra de ferramentas.

Tumblr

Clicando em "Theme", você poderá escolher um dos layouts pré-configurados, bastando clicar sobre aquele de sua escolhar e, novamente, clicando em "Save" na barra de ferramentas, ou clicar em "Use Custom Html", para colar o html de algum layout escolhido em outros sites ou colar o código do layout feito por você mesmo, novamente não esquecendo de, depois de colar o código, clicar em "Save".

Tumblr

Tumblr

Para saber as tags que devem ser usadas na criação de seu próprio layout, você pode visitar a central de ajuda do Tumblr que, embora em inglês, é de relativamente fácil compreensão.

Dependendo do layout escolhido, você ainda poderá clicar em "Appearance" e mudar as cores de fundo, texto, links e afins, apenas clicando nas paletas de cores.

Tumblr

Na aba "Services", por sua vez, vocês podem fazer a integração com Facebook, Twitter e outros sites, conforme já mencionado anteriormente, apenas preenchendo os campos de formulário. Eu habilitei meus weblogs, twitter e meu Del.icio.us.

Tumblr

Na aba "Advanced", é possível configurar o horário, a quantidade de posts que aparecerão na sua página principal, o endereço de feeds do seu Tumblog, se os links abrirão em nova aba.

Tumblr

Novamente destacamos: após a alteração de cada opção, clique em "Save". Se você não quiser fazer novas alterações, pode clicar em "Save+close", que você será mandado de volta para seu Painel de Controle.

Para adicionar usuários é fácil: na página destes usuários aparecerá o texto ou um botão com o texto "+follow": basta clicar ali. Para fazer "reblog" de um post, basta clicar no texto ou ícone correspondente (já que varia de layout para layout) de cada post de outro usuário que você achar interessante.






segunda-feira, 9 de abril de 2012

Machismo no sexo

Foto: Google
Hoje estava aqui ouvindo a Rádio Metrópole para variar e passou um comentário da psicóloga Regina Navarro Lins, que é uma das comentaristas da rádio. Ela faz comentários sobre sexo, sexualidade, romances, amor romântico, etc. Hoje ela falava de swings, sexo à três, etc. Estava sentada no sofá com meu marido e começamos a conversar sobre o assunto. Pois bem, o que ficou evidente na nossa conversa não foi exatamente o sexo à três e sim o machismo na reação dos homens quando ouvem a proposta de trazer outro homem para a cama. Ele logo disse que não aceitaria outro homem de jeito nenhum aí eu questionei se fosse uma mulher ele aceitaria. Ele respondeu: "Talvez, depende". Pode? Por que nós mulheres podemos nos submeter a ter uma mulher em nossa cama e os homens não? Que machismo é esse? Até homens que não se acham machistas e não se dizem machistas, possuem esse discurso. Um discurso infame aliás! Não creio que faça bem a nenhum relacionamento não discutir esse assunto. Pelo contrário, deve haver o diálogo sim, a discussão deve ser inerente ao relacionamento. Mas os nossos machistas não gostam de conversar! Direitos iguais são direitos iguais. Não entendo por que é aceitável para uma mulher  ver o seu parceiro transar com outra e não vamos ser hipócritas, até mesmo participar, e não é para o homem. Tudo bem ele não precisa participar se não quiser, assim como a mulher também não, mas o machismo nessas falas masculinas é absurdo e deve ser combatido por nós mulheres mesmo que não tenhamos a intenção de fazer ménage. Afinal mais importante que isso é acabar com esses discursos machistas que ferem e agridem todas as nossas conquistas alcançadas até hoje. A masculinidade deles é ferida apenas com a ideia de swing ou de sexo à três, mas a nossa feminilidade não é ferida. Não é um tanto idiota essa ideia inteligente e masculina? Pois se eles tem masculinidade, nós também temos feminilidade. Perguntei isso ao meu marido e ele sequer soube me responder. O sexo deve ser livre, principalmente quando o relacionamento é longo e com intimidade suficiente. Não deve haver amarras a conceitos  antiquados e quadrados. Que coisa cafona homem achar que qualquer coisa que fizer vai ferir sua masculinidade e vai fazê-lo virar homossexual. Que ideia ridícula e antiga!!! Defendo o diálogo no relacionamento, a verdadeira liberdade sexual feminina e a queda da caretice e machismo de nossos parceiros. E defendo também isso não ser passado para futuras gerações, para não continuarmos com feridas abertas em assuntos tão vitais para a saúde, sexual e emocional de nossa sociedade.

domingo, 8 de abril de 2012

Meu dindo lindo





Domingo de Páscoa

Hoje é domingo de Páscoa, não sei exatamente o que esse domingo significa, sinceramente. Não estou querendo desrespeitar ninguém, nem causar polêmica, mas  na verdade não sei exatamente se essa data deve ser comemorada, ou se é apenas uma data comercial, fabricada para sustentar o consumismo típico do sistema capitalista. O fato é que eu fiquei em casa o dia inteiro vendo  um filme atrás do outro e desde ontem já comecei a me empanturrar de chocolate. Desse jeito vou virar uma balofa. Aliás essa temporada que vou ficar em casa, por que vocês ainda não sabem mas estou sem trabalhar temporariamente. Pedi demissão do SAC, por uma longa história que conto depois. Mas essa temporada em casa, vai me engordar!!! Mas eu tenho horror a dietas, nunca fiz. Ontem saí para comprar meu ovo de chocolate e entrei em uma farmácia para comprar um desodorante e umas fraldas para meu afilhado, quando bati o olho em umas caixinhas de chá verde, mas aí pensei: "como eu vou comprar chá verde se eu vou me empaturrar de chocolates amanhã?" Pois é não nasci realmente para dieta, regime. Malhar detesto fazer musculação. Mas tenho consciência que devo cuidar do meu corpo para não engordar demais. Preciso tomar conta da minha alimentação, porém esse exagero de chocolate é só na Páscoa só uma vez no ano não é? Ainda bem.

sexta-feira, 6 de abril de 2012

Retada com a Embasa

Hoje quero fazer uma reclamação sobre a Embasa. Vi no jornal que vamos ter um aumento de quase 13% nas contas e desde quarta feira que não cai água na minha casa. Li uma notícia na internet que ia faltar na quarta feira realmente, mas que retornaria no dia seguinte, no caso ontem. E quem disse que caiu alguma gota de água? E o meu caso é ainda pior pois moro "no alto do morro" e não existe bomba para fazer a água subir. Viu, que sinuca de bico? Hoje é feriado, aliás um feriado sem sentido para mim, já que não sou católica e no momento não sigo nenhuma doutrina religiosa. E só vamos ter água na segunda feira então? Que absurdo!! Sinto minha inteligência ser ofendida todos os dias, pelas autoridades e suas empresas públicas de m#¨%*#¨. E o pior é que ainda vejo um bando de imbecis que porventura tenham água em sua residência, desperdiçando, lavando o chão da calçada, tomando banhos de mangueiras públicos, lavando carros, molhando plantas, etc. Tudo isso com mangueiras. Ainda temos aqui em Salvador (ô cidade problemática) os lava- jatos clandestinos, que a embasa nega serem sua responsabilidade. Fiscalizar e punir!! Embasa vacilona, para falar no popular!!!Que páscoa maravilhosa e limpa! Minha casa está suja, meu banheiro idem. Só tomei banho por que meu marido carregou vários galões de água, da casa dos outros é claro. Sinto - me no fim do mundo, no século passado, sei lá o que. Para mim, afinal de contas já são muitos dias sem esse bem tão precioso que é a água. Em pleno o século XXI acho um avilte uma empresa funcionar tão mal e cada vez mais cobrar tão caro. Por que minha conta chega todo mês. E eu pago todo mês. Acredito que todos nós cidadãos soteropolitanos paguemos em dia. E não merecemos passar por isso. Não existe um plantão de feriado de escala para esses trabalhadores que são pagos por nós e que arrecada uma dinheirama todo ano para financiar camarotes de carnaval? Não fazem manutenção de seja lá o que for que esteja quebrado, só por que é feriado? Minha semana santa não foi santa e a sexta feira dia  mundial oficial de faxina está meio sujinha para o meu gosto. E não tem ninguém para informar na central de atendimento. Ou seja ninguém realmente trabalha nessa empresa. Qual a credibilidade que podemos dar a um serviço como esse? E não dão nenhuma satisfação, nenhuma explicação, nada. Apenas uma notinha divulgada no Bahia Meio Dia da TV Bahia, informando que as causas da falta de água em diversos bairros da cidade eram causas diferentes e que não haviam ligação entre elas. Isso é satisfação que se dê? Acorda Embasa! Toma um banho frio (se tiver água, é claro!!) e acorda para a vida.

quinta-feira, 5 de abril de 2012

Maria Gadú- Encontro


O sofrimento do passado nos torna melhores

Hoje vejo e entendo que o que passou passou, e graças a Deus não volta mais. Quando vejo por quanta coisa já passei, quanta dificuldade, quanta humilhação, quanta provação tive que passar. Provação de fé, de força, de luta. Quanta coisa insisti em provar para os outros sem necessidade. Quanto orgulho tive que engolir.Mas sempre mantenho minha cabeça erguida e percebo que o passado  me ensinou muita coisa: Me ensinou a amadurecer, me ensinou a ter cuidado com as palavras e com as atitudes. O passado ensina, o sofrimento passado ensina. E quando olho para esse passado percebo como a minha vida melhorou, como me sinto bem livre daquela vida, daqueles sentimentos, daqueles momentos que achava que eram de felicidade. A cada dia, a cada ano que passa percebo o quanto foi necessário passar por tanta coisa. Decepções amorosas e com falsos amigos, baixa auto- estima, desvalorização e desmotivação, dificuldades financeiras, estruturais e culturais, bullying e várias outras coisas. Tenho orgulho de tudo que já passei, por que me deu força, me deu resiliência, paciência e obstinação para ir atrás do que eu quero e preciso. Mas mesmo tendo essa consciência da importância do passado suado, quando vejo as pessoas que contribuíram para meu sofrimento felizes, me sinto mal. Gostaria sinceramente, não posso ser hipócrita, que essas pessoas fossem tão infelizes quanto me fizeram. E ainda não possuo sabedoria suficiente para aceitar essa felicidade toda que elas demonstram ter.  Mas os sentimentos contraditórios que passeiam na minha cabeça a todo o tempo me fazem entender que o mundo gira e ele gira literalmente. E se estivemos tristes antes, podemos estar alegres agora e vice-versa. E é nisso que acredito fortemente. Pois ninguém é responsável totalmente pela alegria ou tristeza dos outros. Outras pessoas tem apenas percentagens, mas a responsabilidade é nossa. Não acredito que devamos esquecer o passado e as coisas ruins que nos aconteceram, pelo contrário elas devem estar estampadas em nossa mente para nos fortalecer para todos os outros obstáculos da vida. Não sei se estou sendo incoerente, ou se estou me fazendo por entender, mas queria falar um pouco sobre esse sentimento que todos nós temos de raiva e sofrimento pelo passado e pelas pessoas que nos fizeram passar por isso. O que sei hoje é que me importo muito pouco com as opiniões e  chiliques das outras pessoas, vivo minha vida, na luta e vou deixando o passado me guiar através da experiência que ele me dá.
O que vocês tem a contar sobre isso?
Deixem seus comentários!

quarta-feira, 4 de abril de 2012


Aloha

Legião Urbana

Será que ninguém vê
O caos em que vivemos?
Os jovens são tão jovens
E fica tudo por isso mesmo
A juventude é rica, a juventude é pobre
A juventude sofre e ninguém parece perceber
Eu tenho um coração
Eu tenho ideais
Eu gosto de cinema
E de coisas naturais
E penso sempre em sexo, oh yeah!
Todo adulto tem inveja, todo adulto tem inveja
Todo adulto tem inveja dos mais jovens
A juventude está sozinha
Não há ninguém para ajudar
A explicar por que é que o mundo
É este desastre que aí está
Eu não sei, eu não sei
Dizem que eu não sei nada
Dizem que eu não tenho opinião
Me compram, me vendem, me estragam
E é tudo mentira, me deixam na mão
Não me deixam fazer nada
E a culpa é sempre minha, oh yeah!
E meus amigos parecem ter medo
De quem fala o que sentiu
De quem pensa diferente
Nos querem todos iguais
Assim é bem mais fácil nos controlar
E mentir, mentir, mentir
E matar, matar, matar
O que eu tenho de melhor: minha esperança
Que se faça o sacrifício
Que cresçam logo as crianças.

O homem nu- Fernando Sabino (Minha crônica preferida desse fantástico autor)


Ao acordar, disse para a mulher:

— Escuta, minha filha: hoje é dia de pagar a prestação da televisão, vem aí o sujeito com a conta, na certa. Mas acontece que ontem eu não trouxe dinheiro da cidade, estou a nenhum.

— Explique isso ao homem — ponderou a mulher.

— Não gosto dessas coisas. Dá um ar de vigarice, gosto de cumprir rigorosamente as minhas obrigações. Escuta: quando ele vier a gente fica quieto aqui dentro, não faz barulho, para ele pensar que não tem ninguém. Deixa ele bater até cansar — amanhã eu pago.

Pouco depois, tendo despido o pijama, dirigiu-se ao banheiro para tomar um banho, mas a mulher já se trancara lá dentro. Enquanto esperava, resolveu fazer um café. Pôs a água a ferver e abriu a porta de serviço para apanhar o pão. Como estivesse completamente nu, olhou com cautela para um lado e para outro antes de arriscar-se a dar dois passos até o embrulhinho deixado pelo padeiro sobre o mármore do parapeito. Ainda era muito cedo, não poderia aparecer ninguém. Mal seus dedos, porém, tocavam o pão, a porta atrás de si fechou-se com estrondo, impulsionada pelo vento.

Aterrorizado, precipitou-se até a campainha e, depois de tocá-la, ficou à espera, olhando ansiosamente ao redor. Ouviu lá dentro o ruído da água do chuveiro interromper-se de súbito, mas ninguém veio abrir. Na certa a mulher pensava que já era o sujeito da televisão. Bateu com o nó dos dedos:

— Maria! Abre aí, Maria. Sou eu — chamou, em voz baixa.

Quanto mais batia, mais silêncio fazia lá dentro.

Enquanto isso, ouvia lá embaixo a porta do elevador fechar-se, viu o ponteiro subir lentamente os andares... Desta vez, era o homem da televisão!

Não era. Refugiado no lanço da escada entre os andares, esperou que o elevador passasse, e voltou para a porta de seu apartamento, sempre a segurar nas mãos nervosas o embrulho de pão:

— Maria, por favor! Sou eu!

Desta vez não teve tempo de insistir: ouviu passos na escada, lentos, regulares, vindos lá de baixo... Tomado de pânico, olhou ao redor, fazendo uma pirueta, e assim despido, embrulho na mão, parecia executar um ballet grotesco e mal ensaiado. Os passos na escada se aproximavam, e ele sem onde se esconder. Correu para o elevador, apertou o botão. Foi o tempo de abrir a porta e entrar, e a empregada passava, vagarosa, encetando a subida de mais um lanço de escada. Ele respirou aliviado, enxugando o suor da testa com o embrulho do pão.

Mas eis que a porta interna do elevador se fecha e ele começa a descer.

— Ah, isso é que não! — fez o homem nu, sobressaltado.

E agora? Alguém lá embaixo abriria a porta do elevador e daria com ele ali, em pêlo, podia mesmo ser algum vizinho conhecido... Percebeu, desorientado, que estava sendo levado cada vez para mais longe de seu apartamento, começava a viver um verdadeiro pesadelo de Kafka, instaurava-se naquele momento o mais autêntico e desvairado Regime do Terror!

— Isso é que não — repetiu, furioso.

Agarrou-se à porta do elevador e abriu-a com força entre os andares, obrigando-o a parar. Respirou fundo, fechando os olhos, para ter a momentânea ilusão de que sonhava. Depois experimentou apertar o botão do seu andar. Lá embaixo continuavam a chamar o elevador. Antes de mais nada: "Emergência: parar". Muito bem. E agora? Iria subir ou descer? Com cautela desligou a parada de emergência, largou a porta, enquanto insistia em fazer o elevador subir. O elevador subiu.

— Maria! Abre esta porta! — gritava, desta vez esmurrando a porta, já sem nenhuma cautela. Ouviu que outra porta se abria atrás de si.

Voltou-se, acuado, apoiando o traseiro no batente e tentando inutilmente cobrir-se com o embrulho de pão. Era a velha do apartamento vizinho:

— Bom dia, minha senhora — disse ele, confuso. — Imagine que eu...

A velha, estarrecida, atirou os braços para cima, soltou um grito:

— Valha-me Deus! O padeiro está nu!

E correu ao telefone para chamar a radiopatrulha:

— Tem um homem pelado aqui na porta!

Outros vizinhos, ouvindo a gritaria, vieram ver o que se passava:

— É um tarado!

— Olha, que horror!

— Não olha não! Já pra dentro, minha filha!

Maria, a esposa do infeliz, abriu finalmente a porta para ver o que era. Ele entrou como um foguete e vestiu-se precipitadamente, sem nem se lembrar do banho. Poucos minutos depois, restabelecida a calma lá fora, bateram na porta.

— Deve ser a polícia — disse ele, ainda ofegante, indo abrir.

Não era: era o cobrador da televisão.
Fernando Sabino

terça-feira, 3 de abril de 2012

Estou tão feliz por conhecer essas pessoas

Eu e Aline Castelo Branco

Eu e Nardele Gomes

Eu e Mário Kértesz

Amor Metropolitano

Aniversário da Rádio Metrópole 12 anos

Jornal da Bahia no ar com Mário Kértesz
Hoje foi o aniversário  da rádio Metrópole, a minha amada Rádio Metrópole que acompanho desde o ano de 2005, com o finado programa "Aí vem elas", na época com Rita Batista, Jéssica Senra e Denise Magnavita. Mas eu ouvia esse programa todo dia quando chegava na escola no meu rádio toca Cds, já que não existia MP4 Ipod, celular com rádio, MP3, etc... Nessa época (Aff estou velha) tínhamos que esperar chegar em casa para curtir um som.

Só para mulheres com Aline Castelo Branco.
Mas voltando ao aniversário da Metrópole, que completou 12 anos hoje, o evento foi no teatro Eva Hertz na Livraria Cultura no Salvador Shopping. Eu fui com Pablo. Assistimos o  Jornal da Bahia no ar com Mário Kértesz e o Só para Mulheres com Aline Castelo Branco que eu amo. Os programas  foram ótimos, eu me diverti muito e  senti uma emoção muito grande quando consegui abraçar Aline, Nardele e Mário. Somos uma grande amizade. A rádio e nós ouvintes. Somos amigos íntimos. Luana Montargil, Camila Cintra, todas as meninas são lindas. É uma emoção muito grande ver bem de pertinho essas pessoas que agente ouve todos os dias e que nos serve de companhia. Amo esse grupo e sempre vou amar. Realizei o meu sonho que era falar com Mário e tirar foto com ele.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...