domingo, 14 de outubro de 2018

Estou esperando...

Resultado de imagem para justiça

Olha, confesso que acordo em dias diversos, momentos diversos e em diferentes horas do meu dia pensando em vingança, pensando em justiça. Penso muito em fazer sofrer quem me fez sofrer. Da mesma forma. No entanto na mesma hora essa ideia foge da minha cabeça pois me vem à mente o que tem em Provérbios 20:22: "não digas: vingar-me-ei do mal; espera pelo Senhor, e ele te livrará." Há em outras passagens que falam sobre isso: que não devemos nos preocupar com a vingança, pois Deus que é de justiça, tratará dela no tempo devido. Quando for Sua vontade.

Então, eu espero o cumprimento do "colher o que planta..." e esperar que realmente aconteça assim. Mas, sabendo quem Deus é, sei que a justiça há de ser feita. Lá no salmo 37:8 diz o seguinte: "Descansa no Senhor e espera nele, não te irrites por causa do homem que prospera em seu caminho." Se uma pessoa é má e você vê prosperando não se indigne. Deus sabe o que faz. E o que aquela pessoa fez chegará para ela em breve. Na bíblia há muitos casos assim. De pessoas más que venceram por um determinado tempo mas depois se deram mal e se arrependeram diante do Senhor. Pois bem, estou esperando.

Estou exercitando minha paciência, minha mansidão e senso de justiça. Estou exercitando minha esperança em Deus. E o que mais tenho feito ultimamente é esperar. Eu espero e sei que vai acontecer. Pois bem. Lá em provérbios 21 diz  que exercitar a justiça e juízo é mais aceitável para o Senhor do que sacrifícios. Então ser justa é o que melhor posso fazer. E ser justa é esperar pela justiça e pelo tempo de Deus.

Dia desses tive oportunidade de conversar com um ex namorado que disse que que passou por maus bocados com namoradas depois de mim. Pois bem e bem feito - falo isso sem culpa - porque esse rapaz foi bem escroto comigo. Foi um dos maiores motivos de sofrimento que tive na adolescência. Fora os problemas de auto estima que eram enormes, ainda vinham esses baques. Mas passou, sempre passa.

Ele mesmo admitiu seus erros. Foram bem mais de um. Pediu perdão e disse que já tinha passado por muitas coisas e que achava que poderia ser pagamento pelo que havia feito comigo. Ora, ele mesmo admitiu que as coisas ruins que tinha passado em um dos relacionamentos que o fez se afastar da família, tinha sido reflexo do "plantar e colher..." Quem sou eu para dizer  o contrário, não é mesmo? E quem  sou eu para duvidar da palavra de Deus quando ele afirma que irá se vingar e fazer justiça. Estou aqui esperando.



Rafaela Valverde

Vãs repetições

Resultado de imagem para beco

A gente limpa, limpa, limpa
A sujeira continua, continua, continua
E não só a sujeira
Que se assujeita aos confins da existência de um ser humano, não sei
Em razão da limpeza, apaga tudo que dei
Dei de mim, de mim, de mim
E nem consigo mais tomar de volta
Porque continua lá no poço escuro da memória
Não sei de quem
Me encontro nua, nua, nua
Num beco escuro e cinza
Sem nem uma lágrima para limpar a sujeira da minha cabeça
Seca, seca, seca
Sem lágrimas para lavar o que ainda acho que é alma
Para disseminar as esquisitices dos meus pensamentos pelo rosto e até pelo chão
De repente as lágrimas caem, caem, caem
No chão do beco
Mas continua sujo, sujo, sujo
E cinza, cinza, cinza
E mesmo que repita essas mil vãs repetições
Minha mente não vai entender
Não vai parar de jorrar lágrimas
E nem vai entender, entender e entender
Que essa sujeira não limpa jamais, jamais, jamais...



Rafaela Valverde

O que me resta é escrever

Resultado de imagem para lágrimas


Toca Los Hermanos e eu estou triste. Desde ontem ouço músicas tristes. Já chorei, já esperneei, já me revoltei e já baixei um aplicativo de concursos para fazer concurso bem longe daqui e ir embora.  Sabe quando o ambiente começa a adoecer a gente? Além de todos os motivos de doenças emocionais que já temos ainda o ambiente nos enforca e nos deixa sem ar. Odeio essas paredes, odeio essa casa, odeio essa rua, esse bairro, essas pessoas, a vizinhança. Eu odeio tudo aqui. Não sei que motivação maldita fizeram meus pais virem morar aqui. Eu queria estar morando em qualquer lugar que não fosse aqui, mesmo que também odiasse esse outro lugar. Não seria como odeio aqui.Voltei a odiar minha vida, voltei a odiar o fato de levantar da cama pra que não sei. Eu não sei o que ainda estou fazendo aqui. Não sei o que ainda se espera de mim. Não sei de onde é que sai tanta força de vontade - ou talvez medo mesmo - de não tomar um copo de qualquer coisa que me mate instantaneamente. Em nome de Deus, por que isso não é mais fácil de fazer? Já repasso mentalmente meus dias da semana, já sei o que vou fazer em cada um deles. Do mesmo jeito. Sem emoção, sem aventura, com uma tediosa rotina que avemaria, não sei onde vai parar não, viu? Aí faço de conta que tá tudo certo e faço piadinhas no Facebook e nos Stories do Instagram. Além disso, meto uma praia no meio da semana pra posar de rica e feliz porque vou à praia em dias úteis. Ora, quais dias realmente tem sido úteis para minha vida? Qual a utilidade de dias que se repetem toda semana? Sucessões de cds tristes, músicas cantadas por alguém que estava prestes a morrer e só restava mesmo cantar. Olha, não estou prestes a morrer mas queria. E ainda assim o que me resta é somente escrever. Não sei o que passa na minha cabeça quando acho que música triste pode me fazer passar pela transição e ficar tão triste, mas tão triste e desesperada a ponto de tomar alguma estricnina que por aqui esteja disponível. Música é música e ponto final. Não sei se música tem poder de aumentar minha tristeza- se que é possível - e me dar coragem para  resolver determinadas situações esdrúxulas que tomam conta de minha mente, meus sentimentos e meu corpo. Paralisa meu corpo. Volta e meia acordo entrevada e preciso andar me arrastando, preciso passar noites em companhia de relaxantes musculares e do nada o entrevamento se vai. Não sei de onde veio, mas sei que a causa pode ser facilmente identificada na tensão emocional e mental em que vivo diariamente. Todos os dias me lembro de tudo, me lembro de dor e sofrimento e dor e sofrimento de novo e me lembro de uma luz rosa - que são os pouquíssimos momentos em que realmente fui feliz na vida -  que vai diminuindo a media que os anos vão passando. Essa luz agora está do tamanho da cabeça de um alfinete. Independente da minha fé, independente de qualquer paz que possa sentir hoje - mesmo que seja uma paz que exceda todo o entendimento humano - eu não me sinto feliz, eu me sinto angustiada e eu me sinto só. E tenho certeza, todos os dias que abro os olhos na minha cama, que não queria mais estar aqui. É isso, Los Hermanos continua tocando e eu continuo aqui me lamentando. Até quando?



Rafaela Valverde



Rafaela Valverde

sábado, 13 de outubro de 2018

Quer-não-quer

Resultado de imagem para amor  acabou

Sabe o que a gente sente quando acha que não tá sentindo mais amor?
Amor.
É ilusão achar que esqueceu e pensar:
"bom, agora vou me empenhar para esquecer e para não pensar mais em fulano..."
Sabe o que a gente pensa quando não quer pensar em alguém?
A gente pensa no alguém...
Desgraça!
Sabe o que a gente deveria estar fazendo ao invés de se importar?
Deveríamos estar vivendo em paz
Mas, como se a paz não chega?
Só martela isso, isso e isso... O dia todo!
É isso mesmo
Não vou nem dar nome para não atrair mais pensamentos
É um misto imundo de quer-não-quer-pensar
Quer-não-quer-gostar
E continua gostando
O quer sempre vence e não adianta nada achar que não tá sentindo mais amor...
Não adianta nada querer esquecer
Não adianta nada se alegrar achando que já esqueceu só porque acordou um dia sem pensar no tal do ser humano que insiste em ser humano dentro do cérebro da gente
É ilusão achar que vai passar assim tão fácil
Como a gente quer que passe...
Olha, não vai passar assim tão rápido não, viu? Se ligue!
A gente acha e se engana, achando que não está sentindo mais.
Mas a gente tá sufocando
E chorando
E pensando
No banho
Na cama antes de dormir
Em todos os momentos do dia
Até nos momentos em que acha que não está sentindo
Amor
Está sim
Ele está pulsando de você, o amor.
Ele não quer sair de você
E talvez você também não quer que ele saia de você porque o buraco fundo da sua solidão vai ser sem fim quando ele,
O amor
For embora...



Rafaela Valverde

Mal traçadas palavras de solidão

Resultado de imagem para sozinha

É praia sozinha, é cinema sozinha, é tudo sozinha. Parece que o universo quer me lembrar o tempo todo que nasci sozinha e parece que tem alguém querendo colocar na minha cabeça que vou morrer sozinha. Não quero acreditar nisso, sou maravilhosa demais pra ficar sozinha. No entanto, assim eu sigo. Não gosto de ficar sozinha porque já fui sozinha demais. Sempre tive poucos amigos e quase nenhum deles eram ou são interessados em minha vida e em minha solidão. Na verdade hoje em dia ninguém se interessa por ninguém. Vivemos vidas vazias enfiadas em telas de celulares e nada mais importa. Não gosto de ser sozinha. Gosto de estar sozinha em determinados momentos. Quando sai todo mundo de casa o final de semana inteiro por exemplo, eu gosto muito. O que não suporto é a regra do ser só. Eu já falei isso aqui inúmeras vezes e já enchi o saco de todo mundo com isso, mas o blog é meu e vou falar quantas vezes eu quiser. Eu não gosto de ser sozinha. Morei com meu ex marido por quatro anos e quando fomos cada um para seu canto eu só aguentei por nove meses. Morei sozinha por meros nove meses. E fui parida de novo para a casa de minha mãe. Aqui onde estou agora. No entanto, sai todo mundo. Cada um com seus afazeres, lazeres e namoridos e cá fico eu. Com os gatos, com as cachorras, com a comida, com Netflix, com música e livros e minha cama enorme de casal e com minhas obrigações diárias. Nada que me tire o fôlego. Ora, como queria algo que me tirasse o fôlego bem agora. Exatamente agora em que construo essas mal traçadas palavras de solidão. Palavras de rejeição a essa vida só. Saio pra comer sozinha e estou planejando ir ao Museu de Artes Sacras da Ufba sozinha. Ser sozinha tem lá suas vantagens, mas não consigo me lembrar de nenhuma delas agora, exceto do silêncio. Mas já tô cheia de silêncio. Eu passo dias em silêncios barulhentos, esperando momentos inoportunos para chamar atenção de algo que nem sei direito o que é. Noites a dentro e a fora. Madrugadas escuras e calorentas. Sozinha. Só. S. ó. A coisa toda é tão ridícula que nem consigo mais fazer versos e formar um poema, só consigo mesmo esse amontoado de palavras que vocês estão vendo bem aqui. Ainda hoje questionei mais uma vez a Deus, olhando o sol indo embora e me deixando sozinha também, assim como todos, perguntei o que Ele ainda pretendia fazer comigo. Qual era Sua vontade? Falei olhando para o céu amarelado que não sabia, mas que ainda assim me colocaria mais uma vez a sua inteira disposição. Claro que antes de mais essa conversinha, não pude deixar de notar que no terraço onde me encontrava havia vários casais e só eu estava sozinha. Sem par. Um número ímpar pairando pela cidade. Eu. Eu mesma. Esta quem escreve no mesmo momento em que lamenta ainda ter o que escrever. Sim, estou lamentando estar sentada na frente de um computador escrevendo e não esquecida  das letras, deitada no canto da cama, abraçada e assistindo alguma comédia romântica ou um drama cabeça desses que nunca sai de moda. Preferia mil vezes não estar aqui escrevendo. Escrever é cura para dores. Escrever é sintoma de solidão. Solidão me inspira a escrever. Círculo vicioso. Angustiante. Interminável.



Rafaela Valverde

quinta-feira, 11 de outubro de 2018

Obediência e Espera

Resultado de imagem para OBEDIÊNCIA E ESPERA

Os dias em que me sinto mais triste e angustiada são os dias que Deus mais fala comigo. Até choro, mas minhas lágrimas logo secam, porque sei que tenho um consolo. O maior consolo de todos, o meu Senhor. Estou tendo uma semana difícil e hoje é um desses dias. Meu corpo não está conseguindo descansar desde domingo com o trabalho pesado da eleição - sou mesária como sabem. 

Além disso, nem a minha mente está conseguindo relaxar. Nem na segunda feira, que fui ao cinema ver besteirol infantil e muito menos ontem e hoje, dias em que meus afazeres me sufocaram quase que completamente. Estou vivendo de relaxante muscular, café e doce, meus tornozelos e pés estão doendo há quatro dias e eu sinto um desânimo miserável.

Nessas horas o Senhor fala para eu ficar calma que ele está cuidando de tudo. Fala também sobre obediência e promessas. Tenho encontrado na bíblia muitas pessoas que obedeceram - mais ou menos, pelo menos - como  Davi e Salomão. Pai e filho que tiveram grandes reinados em Israel. Sendo este último o mais sábio e jamais superado.

Pois bem, tenho lido muitas histórias de promessas que foram cumpridas a esses homens que obedeceram, adoraram e amaram a Deus até o fim de suas vidas e tiveram suas promessas cumpridas. O que mais Ele fala comigo é isso. Obedeça, não saia dos meus caminhos e siga meus mandamentos que estou preparando algo grandioso para você. Deus tem me moldado dolorosamente, pois tem me feito fazer uma das coisas que mais detesto: esperar.

Paciência é outra mensagem que chega para mim a todo momento. Há uns dois meses estava no culto de jovens na igreja e antes de começar eu clamava ao Senhor por uma coisa que temos conversado há meses. Alguns minutos depois abri a bíblia e lá estava uma passagem - qual exatamente não vou lembrar agora - que falava de paciência. Era algo assim: "paciência, Eu Sou Teu Deus!" Senti aquilo tão forte no meu coração e ao longo da semana fui lendo outras mensagens sobre paciência. Sei que preciso ter paciência e descansar no Pai. Que é o melhor e único que eu tenho.

Ainda bem que tenho quem fale comigo nos dias em que estou assim, triste e angustiada. A vida do crente não é fácil, obviamente a de ninguém é. Algumas pessoas acham que é só flores e que a gente não pode se sentir triste e infeliz na presença de Deus, mas somos humanos, a solidão nos atinge, a tristeza também e a gente precisa mais ainda do Senhor nesse momento e devemos pedir fé, esperança, domínio próprio, mansidão e sabedoria. E é o que tenho feito, mesmo em meio a lágrimas e sombras.


Rafaela Valverde
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...